Até o próximo domingo (14), quando é o comemorado o Dia dos Pais, os comerciantes da maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul, esperam faturar cerca de R$ 23 milhões com as vendas de presentes. A boa expectativa é alimentada pelo fim da pandemia da Covid-19, causou impacto na economia de Dourados.

O ânimo de bons lucros dos lojistas de Dourados também é respaldado por uma pesquisa divulgada no mês passado pela Fecomércio/MS (Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul). Nela os consumidores manifestam o desejo de ir às compras e gasta em média R$ R$ 221,69.

Os números indicam que a intenção dos douradenses de reservar mais de 200 reais para homenagear os pais, é mais promissora que em 2021, quando o valor estipulado ficou em R$ 168,71.  “Apesar da chuva e do frio, o movimento dos últimos dias já é animador e bem maior que os dois anos anteriores”, comemora o proprietário de uma loja de artigos esportivos.

Para a gerente de uma relojoaria localizada na avenida Marcelino Pires, região central da cidade, os números lá são bem mais otimistas. Em alguns casos, as compras estão bem mais acima das intenções demonstradas na pesquisa da Fecomércio.

 “As vendas de joias banhada a ouro já é bem maior que o ano passado”, disse ela, sem especificar a movimentação da semana. Ela ressalta que os relógios de marcas também estão sendo bem procurados pelos filhos. “Parece até que estão mais generosos”, brinca a gerente.