Com sistema desatualizado para doses reforços da Janssen, pacientes recebem comprovante de vacina no papel

| 21/06/2022
- 17:39
vacina dose covid Influenza
Imagem ilustrativa - (Foto: Arquivo/Midiamax)

Os moradores que procuraram as unidades de saúde para tomar dose reforço da Janssen em Campo Grande não conseguiram ter a vacina registrada, de imediato, no sistema do SUS.

Isso porque, conforme a (Secretaria Municipal de Saúde), o sistema ainda estava desatualizado para as doses reforços de quem foi imunizado com a Janssen, mas que não haverá interferência na inclusão da vacina reforço depois.

Como a autorização da vacina reforço para quem foi imunizado com dose da fabricante Johnson & Johnson foi recente, o sistema ainda será atualizado.

A secretaria explicou, por meio da assessoria de comunicação, que o registro estava sendo feito de maneira manual e, assim que o sistema for habilitado, a dose imunizada pelo morador será atualizada no SUS.

“O procedimento é comum e não há divergência de informações. As doses estão sendo aplicadas normalmente e depois serão lançadas no sistema nacional.”, disse a Sesau.

Dose reforço da Janssen

Considerada dose única, a Janssen teve liberação de segunda dose ainda no ano passado em Mato Grosso do Sul.

As orientações do Ministério da Saúde para quem tomou a vacina Janssen são as seguintes:

  • Pessoas com idade entre 18 e 39 anos devem receber a 3ª dose quatro meses após a (de reforço)
  • Pessoas com 40 anos ou mais podem receber a 4ª dose quatro meses após a 3ª dose (segundo reforço)

Veja também

Crânio e ossos humanos estavam ao lado de uma Escola Municipal

Últimas notícias