Cotidiano

Centro de testagem para covid tem lotação e 36% de casos positivos em Campo Grande

Orientação da Sesau é que pessoas procurem unidades de saúde, que também oferecem procedimento

Graziela Rezende e Gabriel Neves Publicado em 05/01/2022, às 09h39

Entrada do Centro de Testagem, em Campo Grande
Entrada do Centro de Testagem, em Campo Grande - Marcos Ermínio/Midiamax

Extensa fila, com pessoas em pé e sentadas na praça e na frente do Centro de Testagem, na rua Barão do Rio Branco, em Campo Grande. Nas mãos, o público segura a senha e aguarda até duas horas para realizar o teste de Covid-19, na manhã desta quarta-feira (5). Além disso, chama a atenção o número de jovens e quem passa pelo local diz que está “parecendo dia de prova do Enem”.

Na tarde de terça-feira (4), a lotação já era grande, com aumento de 150% na procura pelos testes e fila de espera que chegava a 4h.

Uma das enfermeiras que atua no Centro de Testagem, Lina Ribeiro, disse que os dados de hoje ainda estão sendo contabilizados. No dia anterior, ela fala que cerca de 500 pacientes foram testados. Destes, 183 testaram positivo para a doença. Sobre o tempo de espera, ela ressalta que não sabe ao certo, mas, recomenda às pessoas a procurarem os postos de saúde mais próximos de casa. 

“Muita gente deixa de ir nos postos de saúde e isso acaba gerando uma superlotação. Lá fica vazio e aumenta demais a demanda aqui. Antes do Natal, estava vazio e, logo depois, aumentou a cada dia e foi aumentando ainda mais depois do Réveillon, aí foi explodindo de gente”, comentou. 

Público aguarda até 2 horas para fazer testes, em Campo Grande. Crédito: Marcos Ermínio/Jornal Midiamax

Uma mulher de 37 anos, que preferiu não se identificar, chegou às 7h15 e disse estar esperando quase duas horas pelo atendimento. “Eu não fui no posto porque acho que lá precisa de passar por consulta e ainda tem que esperar alguns dias. Aqui já sabe na hora”, argumentou. 

A reportagem questionou a assessoria de imprensa da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) e foi informada que o município está com capacidade diária de 2 mil testes, incluindo o Centro de Testagem e as 72 unidades de saúde, distribuídas em 7 regiões. 

No caso do Centro de Testagem, são oito cabines instaladas para atender o público. O resultado sai na hora e o atendimento é por demanda espontânea, portanto, não há como limitar, apenas a distribuição de senhas está sendo feita para organizar o atendimento desde a recepção deste paciente até a coleta e disponibilização do resultado, conforme a Sesau. 

Já nos postos de saúde, os quais as pessoas devem buscar o mais próximo de casa, o teste é o mesmo ofertado no Centro de Testagem e o resultado também sai na hora e não é necessário passar por consulta. 

O casal Luciano Souza Dias, de 52 anos, e Aparecida da Silva, de 51 anos, foram até o posto de saúde do Tiradentes, na manhã desta quarta-feira (5). O local estava completamente vazio quando eles chegaram. 

“É a primeira vez que faço teste de Covid. Desde que a pandemia começou, nunca tive sintomas, nem nada. Se der positivo aqui no meu caso e da minha esposa, acredito que será por conta da virada do ano, já que nós fomos em uma chácara e lá todo mundo apareceu com sintomas gripais depois, alguns até já fizeram e deu positivo, outros vão fazer teste ainda”, comentou. 

A Sesau comentou que o teste é recomendado somente para pacientes sintomáticos e que estejam entre o primeiro e oitavo dia do sintoma.

Posto de saúde estava vazio nesta manhã (5); testes também estão sendo realizados nestes locais. Crédito: Marcos Ermínio/Jornal Midiamax

Jornal Midiamax