Bombeiros da Operação Pantanal iniciam o dia com rescaldo em áreas queimadas

Fatores, como o tempo seco, as altas temperaturas e a velocidade dos ventos intensificam queimadas
| 24/07/2022
- 08:08
Bombeiros da Operação Pantanal iniciam o dia com rescaldo em áreas queimadas
Militares atuaram no combate às chamas ontem. (Foto: Divulgação/Bombeiros)

O domingo (24) começou com trabalho de rescaldo em áreas atingidas por incêndios ontem (23) no Pantanal. Segundo informações da Operação Pantanal do Corpo de Bombeiros, os militares intensificam o trabalho nas áreas queimadas para evitar que as chamas voltem e se propaguem.

Ontem duas GCIF (Guarnição de Combate a Incêndio Florestal) atuaram no combate aos focos da região do Abobral e outras três equipes em incêndio na região do Nabileque. Além disso, houve um grande incêndio às margens da BR 262, próximo da entrada do balneário Menck em Corumbá, onde três equipes atuaram para controlar as chamas.

Fogo no Pantanal

O número de focos de incêndios no Pantanal em 2021 já supera o registro do ano passado. São 657 até 18 de julho deste ano, contra 635 até o mesmo período do ano passado. Em 2020, nesta mesma época já haviam sido registrados 2.339 focos de incêndio. A área queimada também supera em 31,8% o registro do ano passado.

O Corpo de Bombeiros espera que agosto e setembro sejam meses críticos em relação as queimadas. Isso devido a vários fatores, como o seco, as altas temperaturas e a velocidade dos que espalham mais rapidamente as chamas.

Quando as equipes da Operação Pantanal identificam um foco de calor, o órgão de proteção ambiental faz o acionamento telefônico do responsável pela fazenda, em muitos casos eles mesmos conseguem fazer o controle e extinção das chamas. Essa é uma maneira de motivar o fazendeiro a tomar as medidas iniciais de controle do incêndio e tentar não deixar que ele se alastre.

Veja também

A expectativa em torno da inflação nos Estados Unidos interrompeu a sequência de três quedas...

Últimas notícias