Cotidiano

Ataques de piranhas selvagens matam 4 e ferem mais de 20 no Paraguai

Os casos deixaram moradores que residem próximo ao rio Paraguai preocupados

Redação Publicado em 07/01/2022, às 12h42

As piranhas são espécies de peixes onívoros que não costumam agredir o homem, exceto em épocas de seca ou quando são caracteristicamente agressivas.
As piranhas são espécies de peixes onívoros que não costumam agredir o homem, exceto em épocas de seca ou quando são caracteristicamente agressivas. - La Nacion/Reprodução

Em apenas seis dias de 2022, o Paraguai registrou quatro mortes e pelo menos 20 pessoas feridas em violentos ataques de piranhas. Os casos deixaram moradores que residem próximo ao rio Paraguai preocupados.

Segundo o jornal paraguaio La Nacion, no último domingo (2), um jovem de 22 anos desapareceu durante passeio de família perto do rio Paraguai, ao sul da Capital Assunção, em Itá Enramada. Ele foi encontrado com vida, depois de 45 minutos de busca, com várias marcas de mordidas de piranhas pelo corpo. Segundo relatório da polícia, ele se afogou após ser ferido pelas piranhas.

Na terça-feira (4), um terceiro corpo foi encontrado apresentando marcas de mordidas. O desaparecimento do homem foi registrado no dia anterior. O laudo do médico legista apontou que o homem morreu de asfixia por submersão.

Outros dois jovens foram mortos em ataques de piranhas em um braço do rio Tebicuary, em Villa Flórida. Seus corpos também foram encontrados com marcas de mordidas, informou o jornal.

Além das mortes, há registros de dezenas de banhistas que relataram ataques de piranhas na região. De acordo com o relatório, 20 pessoas ficaram feridas com os ataques que seguem sendo investigados.

As piranhas são espécies de peixes onívoros que não costumam agredir o homem, exceto em épocas de seca ou quando são caracteristicamente agressivas durante a época de reprodução, de outubro a março.

Jornal Midiamax