Assim como na UFMS, professores do IFMS e Colégio Militar também vão entrar em greve

Professores da UFMS decidiram entrar em greve na quarta-feira
| 19/05/2022
- 14:48
ufms ifms colégio militar
Colégio Militar e IFMS em Campo Grande (Fotos: Marcos Ermínio/Jornal Midiamax e Divulgação)

Os professores do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) e do Colégio Militar de Campo Grande entram em a partir da próxima segunda-feira (23). A mobilização é nacional e acontece pelo reajuste nos salários dos servidores.

O anúncio foi feito pelo Sinasefe-MS (Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - seção MS). A greve foi aprovada nacionalmente no 173ª PLENA do sindicato, em 21 de abril, que teve como pauta central a luta pela reposição salarial de 19,99% para o funcionalismo público.

Uma assembleia realizada na terça-feira (17) aprovou a adesão a Greve Nacional da Educação com 151 votos favoráveis, 45 votos contrários e 38 abstenções. A mobilização nacional já acontece em alguns estados desde a última segunda-feira (16).

O Jornal Midiamax tentou contato com a AdufDourados (Sindicato dos Professores da UFGD) para buscar o resultado da Assembleia Geral feita na terça-feira, mas as ligações não foram atendidas.

Greve na UFMS

Os professores da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) decidiram pela deflagração da greve na quarta-feira (18). Os termos da paralisação, no entanto, ainda vão ser decididos na próxima terça-feira (24), quando ocorre nova assembleia geral da categoria.

Segundo o presidente da Adufms (Associação dos Docentes da ), Marco Aurélio Stefanes, existem algumas variáveis que podem interferir na data de início da greve, mas se tudo continuar como está, sem proposta oficial do governo Federal, ela deve iniciar em junho.

Veja também

Decisão determina multa de R$ 50 mil por dia em caso de descumprimento

Últimas notícias