Mães e responsáveis de alunos de uma escola municipal no bairro Jockey Club, em Campo Grande, estão assustados após a invasão de uma paciente psiquiátrica, na tarde de quinta-feira (2). Para garantir a segurança, a Semed (Secretaria de Educação) solicitou o apoio de uma equipe da GCM (Guarda Civil Metropolitana) para a entra e saída dos estudantes nesta sexta-feira (3).

O filho, de 9 anos, de uma mãe que preferiu não se identificar, chegou em casa contando sobre o incidente. “Era quase a hora da saída deles quando viram a situação. Ela ameaçava jogar pedra nos funcionários. O bairro está esquecido, precisava de segurança”, disse.

Também preferindo o anonimato, uma moradora relata que se espantou com o relato dos filhos. Não houve feridos durante o episódio, mas ela pede mais policiamento durante o horário das aulas, pois poderia acontecer algo grave.

“Os muros são baixos, não tem concertina, não tem grades, não há guarda durante o período de aula. Qualquer pessoa pode pular lá dentro tem fácil acesso às salas de aula. O que me preocupa é outra invasão em horário de aula. Existe o guarda noturno que protege o patrimônio, mas não durante o dia, em que deveria proteger as vidas lá dentro, dos alunos, dos professores e dos funcionários”.

Em nota, a Semed informou que a mulher em questão não teve contato com os alunos, pois a escola tem medidas de controle para entrada com portão e limitação de acesso ao pátio. A mulher quebrou o vidro da secretaria da escola e ofendeu os funcionários, porém não houve agressão física.

“A Polícia Militar foi chamada imediatamente e chegou rapidamente ao local, contendo a mulher. Hoje, a Guarda Civil Metropolitana está acompanhando a entrada e saída dos alunos. Foram tomadas todas as medidas de segurança para garantir a integridade dos alunos e funcionários”, finaliza.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.