Cotidiano

'Você não é um cacto, beba água': Rafael usa bom humor para vender água em semáforo de Campo Grande

A estratégia de venda do rapaz tem dado certo e ele consegue lucro de R$ 50 por dia

Mariane Chianezi e Ranziel Oliveira Publicado em 22/07/2021, às 15h27

None
Marcos Ermínio, Midiamax

‘Melhor uma pedra no rim do que duas no caminho. Não, pera’. Você tem tomado bastante água diante da onda de frio e tempo seco em Campo Grande? Pois, se não, o vendedor Rafael Gonzalez, de 37 anos, vai te convencer da importância de se hidratar e principalmente comprar uma garrafa d’água com ele.

[Colocar ALT]
Foto: Marcos Ermínio, Midiamax

Os motoristas que passam pelo cruzamento da Avenida Dr. Nasri Siufi com a Panambi Vera, no Bairro Tijuca, ficam até com a boca seca com a estratégia de venda do rapaz, afinal: 'você não é um cacto, beba água'.

Rafael deixou o emprego de vendedor de uma loja de eletrodomésticos no ano passado e resolveu ir para a rua empreender da sua maneira. A ideia tem dado certo e, desde fevereiro, ele faz o próprio horário no novo trabalho.

“Pensei, todo mundo vende água na rua, tenho que fazer algo diferente. Campo Grande tem um sol de rachar, aí pensei no cacto e aí fui pensando nas outras placas. Montei meu escritório aqui e que funciona de segunda a sexta das 12h às 16h”, disse o trabalhador.

A ideia de Rafael é atrair o cliente na base da ‘propaganda Jequiti’ com as placas instaladas no canteiro até o ponto exato da venda, quando chega no semáforo. “No trânsito é algo que a pessoa tem que bater o olho e querer comprar, do jeito da propaganda da Jequiti no SBT. E essa é a ideia das placas”, comentou.

As placas, inclusive muito reflexivas, convencem os motoristas a comprarem. Rafael disse que chega a lucrar até R$ 50 por dia e quando não está no seu escritório, como ele mesmo diz, está com a família planejando novos meios de vender. “O próximo passo é trocar as placas e inovar ainda mais”, prometeu.

Foto: Ranziel Oliveira, Midiamax
Foto: Ranziel Oliveira, Midiamax

*Matéria atualizada às 13h35 de 23/07 para correção de informação

Jornal Midiamax