Cotidiano

VÍDEO: Erosão preocupa moradores e vereadores pedem atenção para desastre ambiental de Nova Andradina

A Câmara Municipal de Vereadores de Nova Andradina, a 297 quilômetros de Campo Grande, divulgou nesta sexta-feira (29) um vídeo que dá a real dimensão da erosão que atinge os bairros Durval Andrade Filho e Argemiro Ortega. O gigante buraco corre risco de ‘engolir’ casas da região. Nas imagens é possível notar a dimensão da […]

Karina Campos Publicado em 29/01/2021, às 17h47 - Atualizado às 17h50

(Foto: Reprodução/Divulgação)
(Foto: Reprodução/Divulgação) - (Foto: Reprodução/Divulgação)

A Câmara Municipal de Vereadores de Nova Andradina, a 297 quilômetros de Campo Grande, divulgou nesta sexta-feira (29) um vídeo que dá a real dimensão da erosão que atinge os bairros Durval Andrade Filho e Argemiro Ortega. O gigante buraco corre risco de ‘engolir’ casas da região.

Nas imagens é possível notar a dimensão da erosão que, inclusive, foi determinante para Governo do Estado decretar situação de emergência no município. Os moradores foram retirados do local e estão hospedados em casas alugadas pela Prefeitura. Outro ponto visível é o avanço da cratera em direção a outras casas.

A cratera foi alertada desde 2019, que segundo os moradores é uma ‘tragédia anunciada’. “Há anos nós estamos indo na prefeitura, conversando com as autoridades da cidade, e nos falaram que iam nos ajudar para que a erosão não chegasse até a nossa casa, que não era para nos preocupar. Mas não fizeram nada e aconteceu isso, minha casa está caindo”, disse uma moradora.

Vereadores estiveram próximo ao local hoje e receberam as reclamações dos vizinhos. “Estamos aqui para cobrar ações que serão destinadas para execução dessa obra, pois por muitos anos esse problema vem se arrastando e é necessária uma atenção especial para tornar o local seguro, estaremos acompanhando atentos quanto à qualidade e o prazo para conclusão das obras”, disse o presidente da Câmara, Leandro Fedossi (PSDB).

A semana de chuva também é alerta para os ‘vizinhos’, pois as crateras têm se multiplicado, com o volume de água que atingiu a cidade. A falta de trégua nos temporais atrapalharam as equipes de obra na manutenção.

A secretaria de Infraestrutura do município confirma que a situação preocupa. Com as chuvas torrenciais que atingem Nova Andradina, as enxurradas desceram em direção ao bairro, causando mais danos do que os que já existiam.

Segundo Nova Notícias, cerca de 200 metros de largura a mais foi medido após as chuvas fortes e comparada a primeira medição do buraco, entre a Rua Espírito Santo e José Tibúrcio dos Santos.

A cratera chegou a atingiu 8 metros de profundidade, com as chuvas de dezembro do ano passado, a implantação de drenagem, caixas e barreiras de contenção de água pluvial, construídas pela prefeitura, foram arrastadas pela enxurrada, fazendo com que a erosão avançasse para a área urbana.

Governo do Estado fez o repasse de R$ 500 mil à Prefeitura de Nova Andradina, para a ser usado na recuperação da erosão. De acordo com a secretaria de Infraestrutura, é preciso esperar que a chuva dê uma pausa, para que as equipes voltem a atuar no local.

Jornal Midiamax