Cotidiano

VÍDEO: Confira como ficará Emei que pode ser a 1ª bilíngue de Campo Grande no antigo clube Surian

A infraestrutura do local foi projetada para atender 420 crianças de 0 a 5 anos

Gabriel Neves Publicado em 19/11/2021, às 14h30

None

Com a promessa se ser a primeira Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) bilíngue de Campo Grande, o local onde hoje está o prédio da Sociedade Beneficente Surian irá se tornar uma escola municipal para entender crianças de até 5 anos. Apesar de anunciada desde 2019 como a primeira unidade bilíngue da Capital, a Emei ainda possui a proposta pedagógica em elaboração e o município ainda não confirma que a unidade terá ensino bilíngue. 

De acordo com a Prefeitura, a infraestrutura do local foi toda pensada no desenvolvimento infantil para atender 420 crianças de 0 a 5 anos. No local, será construído um anexo de dois pavimentos com doze salas de aula (veja na imagem abaixo).

(Foto: Divulgação/Prefeitura de Campo Grande)

A reforma deverá preservar as linhas arquitetônicas do prédio, que passará por reforma visando garantir a acessibilidade dos alunos. Além disso, o salão principal será utilizado como um espaço para atividades culturais. Os refeitórios e cozinha serão instalados no piso inferior da unidade.

Um projeto 3D divulgado pela Prefeitura mostra salas de recepção, além de um local de descanso com algumas camas, uma área interna de recreação com brinquedos também é possível ser visualizada no projeto. Na parte externa, é exibido um local com brinquedos e gramados, que pode ser utilizado pelos alunos.

Também são exibidas salas de aula com amplo espaço e arquitetura voltada para diferentes tipos de ensinamentos. Confira no vídeo abaixo.

Licitação

O aviso de abertura da licitação para contratar as obras foi publicado pela Prefeitura de Campo Grande no último dia 10 de setembro. As obras serão realizadas no âmbito do Programa de Desenvolvimento Integrado Viva Campo Grande II.

De acordo com a Prefeitura, serão investidos 7,5 milhões para a realização das obras. A escola terá 2.547,64 m², onde será construído o anexo de dois pavimentos com 12 salas de aula.

Mesmo longe de ser finalizada, os interessados devem esperar para saber como a matrícula será realizada. De acordo com a Semed (Secretaria Municipal de Educação), está sendo elaborada a proposta da unidade e não há definição em relação à proposta que será desenvolvida na unidade.

“O mesmo vale para definições referente à matrícula no local. Na época do início do funcionamento da Emei, todas as questões estarão definidas e serão informadas à população”, informou a pasta.

Jornal Midiamax