Cotidiano

Às vésperas de novo temporal, chamados para vistoria em árvores aumentam e já são 162 na fila

População está com medo que mais árvores possam cair com as próximas chuvas

Fábio Oruê Publicado em 21/10/2021, às 16h49

Corpo de Bombeiros ainda estão fazendo o trabalho de retirada das árvores que caíram na sexta-feira
Corpo de Bombeiros ainda estão fazendo o trabalho de retirada das árvores que caíram na sexta-feira - Foto: Ranziel Oliveira/ Jornal Midiamax

Com a previsão do tempo indicando novo temporal em Campo Grande, moradores já estão se adiantando e acionando o Corpo de Bombeiros para vistoriar árvores. No último vendaval, na sexta-feira (15), 254 árvores caíram e o militares ainda trabalham para liberar ruas dos grandes troncos.

Conforme dados do Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança), atualmente são 164 chamados em aberto nesta quinta-feira (21). Na quarta (20), eram 110 notificações de retirada na 'fila'. As regiões mais afetadas foram a do Prosa, Centro e Anhanduizinho.

Segundo os bombeiros, aumento no número de chamadas para vistorias em árvores aumentou, tendo em vista que a população estão assustados com a possibilidade de novas quedas de árvores com o temporal previsto

Em declaração na quarta, o Major Fábio Pereira de Lima, chefe da comunicação do CBMMS, disse que as equipes de militares estão com o efetivo reforçado. O militar pediu paciência aos moradores da Capital.

“Esse vendaval foi em todo o Estado, provocou muito pânico. Quedas de árvores diversas, em telhados, obstruindo portões de acesso aos moradores, em muros, fiação elétrica. Foi preciso acionar a Energisa para desligar a rede e fazer a poda com segurança de algumas árvores. Tiveram também as quedas em veículos”, pontuou.

O major explica que desde o início da tempestade, foi montada uma força-tarefa com três equipes extras para atender as ocorrências. Com isso, o efetivo, que é de cerca de 80 militares por dia, passou para 100 em Campo Grande.

Jornal Midiamax