Cotidiano

Vacinação itinerante é principal estratégia para alcançar campo-grandense não imunizado

Bairros distantes do centro, supermercados e terminais de ônibus já receberam a imunização itinerante

Renata Barros Publicado em 27/09/2021, às 11h39

None
Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal

Durante o lançamento do programa estadual ‘Retomada Segura’ nesta segunda-feira (27), o secretário municipal de saúde, José Mauro Filho, destacou que a vacinação itinerante é a principal estratégia adotada por Campo Grande para alcançar a imunidade de toda população contra a Covid-19, principalmente daqueles que ainda não se vacinaram com nenhuma dose.

[Colocar ALT]
Durante o evento, secretário usou camiseta defendendo aplicação de vacinas como forma de salvar vidas.
Foto: Marcos Ermínio/Midiamax

De acordo com o secretário, 8% da população autorizada a se vacinar está sem tomar uma dose sequer de vacina contra o vírus, o que representa mais de 50 mil pessoas da Capital. “Nós entendemos que se trata de uma minoria da população, no entanto são pessoas que podem abrigar uma variante do vírus, então nós precisamos da colaboração e sensibilidade das pessoas", completa.

A vacinação itinerante já percorreu diversos locais da cidade e pretende alcançar esse público que ainda não se vacinou com nenhuma dose e também não buscou a segunda dose. “Nós fomos em unidade de transporte coletivo, supermercado, estamos nas regiões periféricas da cidade. Tem sido uma estratégia resolutiva, nós chegamos a vacinar mil pessoas em um supermercado em uma dessas ações”, ressaltou o secretário.

Passaporte da vacina

Nesta segunda-feira, a Câmara Municipal discute o passaporte da vacina — que prevê exigência de comprovante da imunização contra Covid-19 para entrada em determinados eventos com público. “O passaporte eu acredito que ainda deva ser discutido a nível legal, há uma questão de legalidade com relação a essa situação, se for entendido pela câmara de leis, que seja assim seguido", afirma o secretário municipal de saúde.

Jornal Midiamax