Política

Com projetos em trâmite, Câmara discute passaporte da vacina contra Covid-19 nesta 2ª

Polêmica em Campo Grande, obrigatoriedade do documento é realidade em outros estados brasileiros

Mayara Bueno Publicado em 27/09/2021, às 07h09 - Atualizado às 07h16

Exigência do comprovante de vacina é discutida em Campo Grande
Exigência do comprovante de vacina é discutida em Campo Grande - (Foto: Divulgação, Arquivo)

Com projetos e discussão sobre o tema, a Câmara Municipal de Campo Grande vai discutir o passaporte da vacina — que prevê exigência de comprovante da imunização contra Covid-19 para entrada em determinados eventos com público. A discussão será nesta segunda-feira (27), a partir das 14h, na Casa de Leis e com transmissão ao vivo pelo Facebook e YouTube.

Segundo a bancada do PT, que propõe o debate, o passaporte é forma de estimular a imunização de parte da população que ainda não buscou os postos de vacinação. É lembrado que matéria já foi aprovada em diversas cidades, mas tem causado polêmica em Campo Grande, inclusive com vereador propondo projeto para barrar o mecanismo debatido.

O assunto está sendo analisado pelo município. Esta semana, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) declarou que até o início de outubro deverá tomar uma decisão sobre a necessidade de comprovação da imunização para entrada em eventos públicos — para eventos particulares, não haverá obrigatoriedade de cobrança do passaporte, por parte do município, cabendo às empresas a decisão.

Cidades já usam medida

O Rio de Janeiro se tornou o principal exemplo nacional para o uso do passaporte da vacina, exigindo o documento para liberar entrada em locais como academias e cinemas. 

Em São Paulo, por exemplo, Fóruns e prédios da Justiça Estadual só poderão ser frequentados por quem estiver imunizado da covid.

Esta semana, episódio ganhou destaque em todo o país, quando Jair Bolsonaro e comissão comeram pizza do lado de fora de restaurante em Nova Iorque, já que o presidente não estava vacinado e o estabelecimento só permitia a entrada mediante comprovação.

Jornal Midiamax