Tem doença autoimune e vai se vacinar contra Covid-19? Confira quais documentos são exigidos em MS

Os moradores de Mato Grosso do Sul que possuem doença autoimune ou reumática e que forem se vacinar contra a Covid-19 precisam se atentar para as exigências. Além da cautela, os pacientes precisam de autorização médica para serem imunizados. Conforme a SES (Secretaria Estadual de Saúde), para quem tiver doenças autoimune é necessário a apresentação […]
| 25/03/2021
- 19:37
Tem doença autoimune e vai se vacinar contra Covid-19? Confira quais documentos são exigidos em MS
Imagem ilustrativa. (Foto: Leonardo de França, Midiamax) - Imagem ilustrativa. (Foto: Leonardo de França, Midiamax)

Os moradores de Mato Grosso do Sul que possuem doença autoimune ou reumática e que forem se vacinar contra a Covid-19 precisam se atentar para as exigências. Além da cautela, os pacientes precisam de autorização médica para serem imunizados.

Conforme a SES (), para quem tiver doenças autoimune é necessário a apresentação de uma autorização médica para a vacinação. O médico responsável pelo paciente irá avaliar se ele poderá ou não receber a dose.

Vale lembrar que, nesses casos, o problema não está na vacina, mas nas condições particulares de saúde dos pacientes, como uma imunidade muito baixa que esteja sendo tratada no momento da vacinação.

Segundo os órgãos de Saúde, incluindo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (), a vacinação é a única forma disponível atualmente para prevenir o contágio por coronavírus e combater a pandemia.

Vacinação em MS

Mato Grosso do Sul se mantém como o estado do Brasil que mais vacinou por completo contra a Covid-19. Assim, 86.751 pessoas de MS já receberam a primeira e segunda dose de imunizantes contra a doença até esta quinta-feira (25).

O ranking de estado que mais aplicaram primeira e segunda dose é elaborado pelo Consórcio de Imprensa. De acordo com o Vacinômetro, MS já aplicou 331.381 doses de vacinas contra a Covid-19. O montante é equivalente a 69,87% do total de imunizantes recebidos pelo Estado.

Até o momento, dois imunizantes são utilizados em MS. A Coronavac, vacina produzida no Brasil pelo Instituto Butantan e a Astrazeneca, que é produzida no país pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).

Veja também

Os salários oferecidos são de R$ 3,6 mil para 40 horas semanais de trabalho

Últimas notícias