Cotidiano

Sistema prisional de MS já tem mais de 5 mil contaminados pela covid-19

Número de detentos contaminados equivale a 22% do total de presos no Estado

Gabriel Neves Publicado em 10/06/2021, às 07h21

Imagem ilustrativa.
Imagem ilustrativa. - (Foto: Divulgação/Agepen)

O sistema prisional de Mato Grosso do Sul registra, nesta terça-feira (8), um total de 5.201 pessoas contaminadas pela covid-19. Entre elas, 4.598 são detentos, o que equivale a 22% do número de presos no Estado, que hoje é de 20.240.

Segundo dados enviados pela Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), entre os 4.598 detentos contaminados pela doença, 34 seguem em tratamento e seis faleceram.

Em relação aos servidores, são 562 casos confirmados, 16 em tratamento e três óbitos. Entre os 41 casos monitorados, 28 já se recuperaram, oito seguem em tratamento e cinco faleceram. Somando as duas categorias, há um total de 5.129 recuperados.

De acordo com a Agepen, já foi solicitado à SES (Secretaria Estadual de Saúde) a inclusão dos detentos nos grupos prioritários para o recebimento da vacina, “mas a organização e execução das vacinas é realizada pelas secretarias municipais de saúde”.

Vale lembrar que até o dia 25 de maio, 988 reeducandos já receberam a primeira dose da vacina em presídios, 509 somente na capital, em oito diferentes unidades penais. Esses detentos fazem partes de grupos prioritários como idosos, indígenas e com comorbidades.

Jornal Midiamax