Cotidiano

Saúde de MS pede aplicação de todas as doses contra coronavírus em 72 municípios

Diante do colapso na saúde e fila com 160 pacientes aguardando por leitos clínicos e de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), a SES (Secretaria de Estado de Saúde) pediu mutirão de vacinação contra o coronavírus. O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) participou da reunião com 72 municípios e disse que não devem restar doses de vacina […]

Mylena Rocha Publicado em 22/03/2021, às 12h00 - Atualizado às 15h15

(Foto: Leonardo de França, Midiamax)
(Foto: Leonardo de França, Midiamax) - (Foto: Leonardo de França, Midiamax)

Diante do colapso na saúde e fila com 160 pacientes aguardando por leitos clínicos e de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), a SES (Secretaria de Estado de Saúde) pediu mutirão de vacinação contra o coronavírus. O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) participou da reunião com 72 municípios e disse que não devem restar doses de vacina guardadas nas geladeiras. 

O governador ressaltou que os municípios deverão usar as vacinas disponíveis para aplicação da primeira dose. “Tomamos a decisão com todos os governadores do Brasil para pedirmos: não deixem vacinas paradas. Usem todo o estoque de vacinas existente”, disse.

A orientação veio do Ministério da Saúde, de que todas as doses distribuídas devem ser aplicadas, sem necessidade de reservar a segunda dose. A iniciativa busca ampliar a cobertura vacinal da população com a primeira dose.

Reinaldo Azambuja reforçou que o mutirão da vacinação é necessário para proteger os mais idosos e evitar novas mortes. “É um mutirão, não deixe vacinas na geladeira, vacine no seu município, amplie. A segunda dose chegará, vamos repondo, fazendo a aplicação da segunda dose. Tem cronograma estabelecido a nível Brasil para que a gente possa receber mais doses em março, grande volume em abril, diminuindo esse volume de pessoas infectadas”, comentou.

Na live, Azambuja também comentou sobre as medidas restritivas adotadas pelo Estado, com o toque de recolher às 20h, e os municípios, como é o caso de Campo Grande que adiantou feriados. Ele disse que entende a preocupação dos segmentos, mas que não há outra saída no momento. “Neste momento, o isolamento é a melhor prevenção”.

Top 10 da vacinação

Durante a live desta segunda-feira (22), a SES divulgou o ranking com as cidades que mais vacinaram em MS. Há, ainda, a lista com as cidades que menos vacinaram contra o coronavírus. 

Conforme ranking, o líder é a cidade de Nova Alvorada do Sul, com 100,76% do público-alvo vacinado com a primeira dose da vacina. Em seguida, está a cidade de Laguna Carapã, com 95,17% e Dois Irmãos do Buriti, com 86,68%.

Entre as cidades com menor índice de vacinação com a primeira dose, está Dourados, com 48,48%, Ponta Porã com 55,56% e Inocência com 56,15%. Confira:

Saúde de MS pede aplicação de todas as doses contra coronavírus em 72 municípios

Jornal Midiamax