Cotidiano

Santa Casa recebe repasse ‘antecipado’ da Prefeitura e garante pagamento de salários de médicos

A Santa Casa confirmou na tarde desta quinta-feira (14) que recebeu o repasse de R$ 5 milhões da Prefeitura Municipal. Com o depósito, o hospital deverá quitar os salários atrasados dos médicos, que avaliariam possibilidade de greve nesta sexta-feira (15). Mais cedo, a Prefeitura Municipal informou que já havia transferido cerca de R$ 12 milhões […]

Mariane Chianezi Publicado em 14/01/2021, às 16h40

(Arquivo, Midiamax)
(Arquivo, Midiamax) - (Arquivo, Midiamax)

A Santa Casa confirmou na tarde desta quinta-feira (14) que recebeu o repasse de R$ 5 milhões da Prefeitura Municipal. Com o depósito, o hospital deverá quitar os salários atrasados dos médicos, que avaliariam possibilidade de greve nesta sexta-feira (15).

Mais cedo, a Prefeitura Municipal informou que já havia transferido cerca de R$ 12 milhões ao hospital neste mês e que o repasse de R$ 5 milhões seria realizado nesta quinta-feira, mas que “poderia ser feito até o dia 31”. No entanto, a Santa Casa rebateu, afirmando que, na verdade, a quantia seria um repasse de contrato com o SUS (Sistema Único de Saúde) referente ao mês de dezembro.

“Confirmamos o pagamento, ressaltando que não é antecipação, e sim o valor pré-fixado do contrato SUS referente ao mês de dezembro/2020, cuja data de vencimento era 7/1/2021. Ou seja, o pagamento foi realizado com atraso”, disse em nota. Com isso, os salários atrasados dos médicos devem ser quitados. A reportagem entrou em contato com o Sinmed (Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul), mas não obteve retorno.

Conforme a prefeitura, além dos repasses previstos, estão sendo feitos pagamentos adicionais, “que ultrapassaram R$ 45 milhões em 2020, além do aporte para atendimento Covid19”, diz a prefeitura.

Além disso, em dezembro, o hospital recebeu também em dezembroR$ 11 milhões a mais para  fazer o pagamento dos funcionários que estavam em atraso. Mensalmente o hospital recebe aproximadamente R$ 24,1 milhões, sendo R$ 15,2 milhões do Governo Federal, R$ 5 milhões do município e R$ 3,8 milhões do Estado.

Jornal Midiamax