Cotidiano

Projeto cria mapa para coleta de lixo eletrônico em Campo Grande; confira

Mapa colaborativo virtual é forma de contribuir para a preservação ambiental

Gabriel Maymone Publicado em 18/11/2021, às 12h06

Mapa já está disponível para consulta
Mapa já está disponível para consulta - Reprodução

Iniciativa elaborada em aulas de geografia do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) criou mapa virtual colaborativo com pontos de coleta de lixo eletrônico em Campo Grande. 

Tudo começou na aula da professora Andrerika Silva. “Iria trabalhar a questão dos problemas ambientais e a turma optou trabalhar com a questão do lixo eletrônico, já que possui relação com a formação técnica deles, na área de Informática”.

Assim, a turma 129 do curso de Técnico em Informática estudou o tema e iniciou o desenvolvimento colaborativo do mapa, utilizando a ferramenta gratuita Google My Maps. Os pontos elencados no mapa recebem de pilhas e baterias a resíduos de maior tamanho, como televisores e computadores.

“O projeto possui a denúncia deste problema ambiental, que é o lixo eletrônico, mas traz uma solução, que é o mapa com os pontos de coleta”, afirma. “Apesar de ser uma ideia simples, o mapa é uma ferramenta informativa relevante e de fácil utilização pela comunidade”, destaca a professora.

O mapa já está disponível online. A intenção agora é dar continuidade ao projeto, com a criação de um canal de comunicação para que qualquer pessoa possa contribuir na atualização do mapa.

A estudante Heloisa Sutile, de 16 anos, que participou do desenvolvimento do mapa, explica que gostou do tema e da solução proposta pela professora e desenvolvida pela turma.

“Temos conversado com a professora e nossa intenção é aprofundar o projeto com pesquisa e o acréscimo de informações, que permita interação com a população, para que mais pessoas sejam esclarecidas sobre a questão do lixo eletrônico, como o descarte correto e a reciclagem”, comenta a estudante.

Jornal Midiamax