Cotidiano

Confira onde serão protestos a favor de Bolsonaro em Campo Grande nesta terça

Manifestantes devem movimentar a cidade durante a manhã desta terça-feira (7)

Dândara Genelhú Publicado em 06/09/2021, às 13h45

Campo Grande terá até comitiva que vai a Brasília protestar.
Campo Grande terá até comitiva que vai a Brasília protestar. - Foto: Marcos Ermínio | Jornal Midiamax.

Na terça-feira (7), acontecem atos em prol do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em Campo Grande. Manifestantes devem protestar durante a manhã no Dia da Independência.

A ‘Motociata da Independência’ terá concentração às 8h45 no estacionamento do Yotedy, atrás do Parque das Nações em Campo Grande. O endereço é Rua Antônio Maria Coelho número 6.200. Manifestantes devem sair às 9h do local e fazer um percurso de 20 km. Serão recebidos manifestantes em motos, carros e bicicletas.

O grupo segue para o Parque dos Poderes, onde darão uma volta completa, seguindo para a Avenida Afonso Pena até a Base Aérea de Campo Grande, na Avenida Duque de Caxias. Devem retornar pela Afonso Pena e nos altos da avenida, se dispersam às 11h.

Além deste movimento, o grupo EnDireita MS marcou manifestação às 10h na Praça do Rádio Clube. De acordo com um dos organizadores, Rafael Tavares, a expectativa é que seja a maior manifestação da história do Brasil.

Uma comitiva é organizada para sair do Estado, a caminho de Brasília. Rafael afirma que serão 30 ônibus para a viagem até as manifestações no Distrito Federal.

Segurança

Em 7 de setembro, por conta do grande movimento que as manifestações devem gerar, haverá segurança reforçada em Campo Grande. De acordo com o prefeito Marquinhos Trad (PSD), serão 300 homens da Guarda Metropolitana Civil e da Agetram para o monitoramento.

Além disso, a cidade contará com ajuda da tecnologia de drones e câmeras para garantir a segurança durante todo o dia. No dia da manifestação, a Polícia Militar estará com as equipes normais de serviço e também com as tropas especializadas “choque e cavalaria” de prontidão para caso necessite do pronto emprego.

Jornal Midiamax