Cotidiano

Preocupados com 'feriadão', municípios terão barreira sanitária e lei seca em MS

Assomasul afirmou que medidas foram definidas em reunião e devem valer entre os dias 3 e 6 de junho

Mariane Chianezi Publicado em 31/05/2021, às 18h55

None
Divulgação

Diante do ponto facultativo decretado pelo Governo do Estado para o dia  4 de junho, a possibilidade de um ‘feriadão’ preocupa os municípios de MS. Nesta segunda-feira (31), em reunião, os prefeitos associados à Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), decidiram por barreira sanitária e por encaminhar solicitação de restrição ao governo.

Conforme o presidente da Assomasul, Valdir Júnior, a reunião a maioria decidiu pelas barreiras nas entradas dos municípios entre os dias 3 e 6 de junho, (quinta-feira a domingo). Além disso uma solicitação de proibição de transportes públicos intermunicipais para este período será enviada ao Estado.

As cidades deverão decretar toque de recolher mais rígido, das 20h às 5h da manhã do dia seguinte e também lei seca, com proibição de consumo de bebida alcoólica em local público e estabelecimentos comerciais, assim como Bonito já anunciou. Também será intensificado a fiscalização policial para impedir festas clandestinas e aglomerações.

Restrição em Bonito

Bonito, a 292 km de Campo Grande, ampliou as restrições contra o coronavírus nesta segunda-feira (31). A venda de bebidas alcoólicas está vedada até 14 de junho, assim como o consumo de tereré e narguilé nas vias públicas. Os atrativos turísticos estão liberados, desde que obedeçam as normas de biossegurança. Já os eventos estão proibidos no período.

Hotéis e agências de viagens podem abrir também se seguirem as regras sanitárias. Boates, casas de shows e parques também não poderão abrir. Apresentações musicais ao vivo estão vedadas.  Tabacarias podem abrir, mas não podem permitir o uso de narguilés em suas dependências. Igrejas podem realizar celebrações com 50% da capacidade de público.

Ponto facultativo em MS

Dia 4 de junho, próxima sexta-feira, será ponto facultativo em Mato Grosso do Sul, conforme decreto publicado nesta segunda-feira (31). 

De acordo com o decreto, considerando o ponto facultativo de 3 de junho consagrado às comemorações de Corpus Christi, fica declarado ponto facultativo, para os órgãos e as entidades da Administração Direta, Autárquica e Fundacional do Poder Executivo Estadual, o expediente do dia 4 de junho, sexta-feira. 

Porém, o decreto não se aplica às unidades e aos serviços considerados essenciais que, por sua natureza, não possam ser paralisados ou interrompidos.

Jornal Midiamax

☰ Últimas Notícias