Cotidiano

Prefeitura cria plano de ação diante do risco de novo temporal em Campo Grande no final de semana

Anúncio das medidas será feito na tarde desta sexta-feira

Renan Nucci Publicado em 22/10/2021, às 09h50

Chuva do final de semana passado deixou rastro de destruição em Campo Grande
Chuva do final de semana passado deixou rastro de destruição em Campo Grande - Marcos Ermínio/Midiamax

Na tarde desta sexta-feira (22), a partir das 14 horas, o prefeito Marquinhos Trad e a vice-prefeita Adriane Lopes, junto com secretários, vão anunciar as medidas que serão adotadas pela prefeitura de Campo Grande diante do risco de um novo temporal no final de semana, conforme anunciado pela previsão do tempo.

O anúncio será feito no Teatro do Paço Municipal, em caráter preventivo, como consequência dos transtornos causados pela tempestade na última sexta-feira (18). Na oportunidade, centenas de árvores foram derrubadas pela força do vento, assim como postes, deixando vários bairros sem energia.

Em algumas residências o fornecimento de luz foi suspenso por mais de 80 horas. Houve também casos de interrupção no abastecimento de água. Além disso, famílias tiveram casas destelhadas e perderam alimentos, já que muita comida pereceu por não haver energia para o funcionamento dos refrigeradores.

Na segunda-feira passada, Marquinhos e secretários apresentaram medidas para minimizar os impactos, como o cadastro de moradores atingidos e ações para reforma das residências por meio da Agência de Habitação. Ele também anunciou a doação de R$ 100 mil por parte do alto escalão e colocou funcionários e equipamentos da prefeitura à disposição da concessionária para reparos na rede elétrica.

Temporal

Conforme já noticiado pelo Midiamax, a meteorologia do Climatempo aponta possibilidade de ocorrer novo temporal de poeira em Mato Grosso do Sul neste fim de semana. Apesar de menos intenso, há risco iminente de vendaval e possibilidade de levantamento de poeira novamente. Isso devido à combinação de vários fatores: a chegada de temporal, vendavais e solo seco geram a possibilidade da formação de nova nuvem de poeira.

Jornal Midiamax