Cotidiano

Precisa ir ao banco? Saiba se agências abrem na semana ‘fecha tudo’ em Campo Grande

A prefeitura de Campo Grande decretou que apenas serviços considerados essenciais podem funcionar na próxima semana. Então, os bancos estarão abertos? Conforme o decreto publicado em edição extra do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) nesta sexta-feira (19), apenas o autoatendimento estará disponível. Dessa forma, o atendimento presencial está proibido. A atividade física...

Adriel Mattos Publicado em 19/03/2021, às 18h46 - Atualizado às 18h48

Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil - Foto: Agência Brasil

A prefeitura de Campo Grande decretou que apenas serviços considerados essenciais podem funcionar na próxima semana. Então, os bancos estarão abertos?

Conforme o decreto publicado em edição extra do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) nesta sexta-feira (19), apenas o autoatendimento estará disponível. Dessa forma, o atendimento presencial está proibido.

A atividade física não foi classificada como essencial pela prefeitura. O Jornal Midiamax procurou a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), que não se posicionou sobre o funcionamento dos serviços bancários na próxima semana até a publicação desta reportagem.

Entenda

O decreto que oficializa as novas medidas restritivas destaca que é preciso respeitar regras de biossegurança. Então, as empresas devem funcionar com o “limite máximo de lotação de 40% da capacidade total permitida”.

Além disso, deve ser respeitado o toque de recolher vigente. Ou seja, das 20h às 5h é proibida a circulação de pessoas na Capital. O horário foi definido pelo Governo do Estado, então todos os municípios também seguem esta medida.

A semana “fecha tudo” foi uma alternativa encontrada pela Prefeitura de Campo Grande para evitar a adoção de um lockdown, quando as medidas são mais restritas e podem impedir até mesmo a circulação de pessoas. Com a medida atual, feriados municipais de 2020 e 2021 foram antecipados e a restrição de circulação ocorre apenas no horário do toque de recolher.

A prefeitura de Campo Grande decretou a antecipação de quatro feriados municipais para forçar o fechamento de serviços não essenciais a partir da próxima segunda-feira (22). Um quinto feriado, Dia da Criação do Estado (11 de outubro), também pode ser adiantado, mas depende de decreto do Governo do Estado.

Diferente da classificação do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia), nem todos os serviços que são considerados essenciais vão poder abrir na Capital. A prefeitura reclassificou algumas atividades.

Jornal Midiamax