Cotidiano

Pestalozzi reinaugura consultório odontológico gratuito para pessoas com deficiência

A Associação Pestalozzi de Campo Grande reinaugura, nesta sexta-feira (26), um novo espaço para atendimento odontológico, voltado para serviços gratuitos e especializados as pessoas com deficiência intelectual. O local foi completamente reformado e ampliado, recebendo climatização, ambientação com a troca de pisos, pintura, novos mobiliários, mais uma cadeira odontológica e já c...

Karina Campos Publicado em 25/02/2021, às 16h20 - Atualizado às 17h09

Pessoas com alguma deficiência são mais suscetíveis à perda de dentes e a desenvolverem doenças bucais. (Foto: Divulgação/Pestalozzi)
Pessoas com alguma deficiência são mais suscetíveis à perda de dentes e a desenvolverem doenças bucais. (Foto: Divulgação/Pestalozzi) - Pessoas com alguma deficiência são mais suscetíveis à perda de dentes e a desenvolverem doenças bucais. (Foto: Divulgação/Pestalozzi)

A Associação Pestalozzi de Campo Grande reinaugura, nesta sexta-feira (26), um novo espaço para atendimento odontológico, voltado para serviços gratuitos e especializados as pessoas com deficiência intelectual.

O local foi completamente reformado e ampliado, recebendo climatização, ambientação com a troca de pisos, pintura, novos mobiliários, mais uma cadeira odontológica e já conta com toda a estrutura física adequada e preparada para receber os pacientes. Os recursos utilizados para viabilizar a obra vieram de doações do Poder Judiciário e da comunidade.

Pessoas com alguma deficiência são mais suscetíveis à perda de dentes e a desenvolverem doenças bucais, isso porque os tratamentos exigem profissionais especializados e técnicas diferenciadas que variam de acordo com o comprometimento neuropsicomotor.

Conforme a presidente da instituição, Gysélle Tannous, alguns tratamentos disponíveis no mercado são inadequados e traumatizantes. “Estamos avançando para a conquista de um direito básico que é o acesso ao tratamento correto e humanizado.”

A Pestalozzi já ofereceu esse serviço anteriormente, mas com o fim das parcerias públicas, o núcleo foi desativado há três anos. Com a retomada dos atendimentos, a instituição pretende atender seus usuários e ampliar a atuação absorvendo a demanda externa.

Embora o ambiente esteja preparado, ainda não há data definida para o início dos atendimentos. A instituição está em busca de parcerias com a prefeitura, universidades e instituições para viabilizar cedência de profissionais e a compra de materiais. Empresas e pessoas também podem contribuir para acelerar o início dos trabalhos através de parcerias e doações.

Para contribuir e sr parceiro na iniciativa, basta entrar em contato pelo: (67) 99829-3472

Jornal Midiamax