Cotidiano

Pelo menos 73,5% dos alunos de MS tiveram aulas interrompidas ou suspensas por falta de segurança

Venda de drogas é o caso mais registrado nos arredores das escolas de MS

Fábio Oruê Publicado em 10/09/2021, às 14h59

Relatos de assaltos foram relatados por 64,2% dos entrevistados
Relatos de assaltos foram relatados por 64,2% dos entrevistados - Foto: Divulgação

Mato Grosso do Sul registrou um alto índice de alunos de 13 a 17 anos que teve aulas impedidas ou suspensas por conta de falta de segurança nos últimos 12 meses anteriores à realização da PeNSE 2019 (Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar) divulgada nesta sexta-feira (10) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 

De acordo com a pesquisa, por motivo de segurança em termos de violência, na mesma faixa etária, MS teve que 73,5% de estudantes que tiveram interrupções ao menos uma vez e 26,5% duas vezes ou mais.

Quando perguntado ao diretor(a) ou responsável, se presenciou ou ouviu falar de alguma situação de violência na localidade onde a escola está situada nos 12 meses anteriores à pesquisa, MS registrou os seguintes casos:

Fonte: IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)

Jornal Midiamax