Bancários de Campo Grande realizam uma carreata na manhã desta quarta-feira (16), pedindo a inclusão da categoria entre os grupos prioritários na ção contra a . O manifesto teve início às 9:00 em frente a e seguirá para o prédio da SES (Secretaria Estadual de Saúde).

De acordo com organizadores, o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, aguarda no local até às 10:00 para receber e dialogar com os manifestantes. Sem contagem oficial, os veículos ocupam cerca de duas quadras na Avenida Afonso Pena, mas utilizando apenas uma faixa não causam transtornos no trânsito.

O movimento é organizado pelo SEEBCG-MS (Sindicato dos Bancários de Campo Grande e Região). Eles alegam que um dos motivos da carreta é porque a atividade bancária é considerada essencial, mas os bancários não foram incluídos nas prioridades do PIN (Plano Nacional de Imunização) contra a Covid-19.

Trio elétrico também é utilizado no manifesto. (Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

 

O sindicato, ao falar do risco da atividade, relembrara o surto registrado na agência da Caixa na Avenida Bandeirantes, em Campo Grande, no final de maio. Dos 21 empregados da unidade, seis testaram positivo para o coronavírus na mesma semana. Além disso, também estavam contaminados um segurança e uma faxineira.

“O bancário presta um serviço essencial, desde o início da pandemia, nós não paramos porque a população precisa de atendimento. Se a categoria não pode parar, precisa ser vacinada o quanto antes, precisa ter prioridade”, afirma a presidente do sindicato, Neide Rodrigues.