Cotidiano

Pandemia avança e casos de crianças com coronavírus aumentam em 13,6% em MS

Os casos de coronavírus têm avançado cada vez mais em Mato Grosso do Sul. Nesta fase da pandemia, as infecções crescem até entre as crianças. 

Mylena Rocha Publicado em 16/03/2021, às 14h00 - Atualizado em 17/03/2021, às 08h28

(Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)
(Foto: Henrique Arakaki, Midiamax) - (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Os casos de coronavírus têm avançado cada vez mais em Mato Grosso do Sul, que tem batido recordes seguidos em internações nos últimos dias. O número de casos novos também tem aumentado e MS chegou a 1,2 mil pacientes infectados somente nesta terça-feira (16). Nesta fase da pandemia, as infecções crescem até entre as crianças. 

Dados do boletim epidemiológico desta terça-feira (16) mostram que Mato Grosso do Sul tem registro 6.840 crianças menores de 10 anos que já foram infectadas pela Covid-19. Ao todo, 1.170 bebês menores de um ano já foram infectados no Estado. Além disso, mais 5.670 crianças de 1 a 9 anos foram contaminadas desde o início da pandemia. 

Os dados mostram que houve um aumento de casos de coronavírus entre bebês e crianças no último mês. No boletim do dia 16 de fevereiro, MS possuía 1.028 casos entre bebês e 4.991 casos em crianças de 1 a 9 anos, totalizando 6.019 casos.

Dados da SES (Secretaria de Estado de Saúde) mostram que em apenas um mês, foram 821 novos casos de Covid-19 entre crianças. A situação da pandemia de coronavírus tem preocupado as autoridades de saúde, principalmente desde o início de março.

Na última sexta-feira (12), a secretária adjunta da SES Crhistinne Maymone chamou a atenção para a quantidade de internações em MS. Ela comentou que pessoas jovens têm sido internadas em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e que até crianças apresentam quadros graves. “Temos 18 leitos pediátricos ocupados, estamos repetindo a mesma situação que os outros estados têm”, ressaltou na sexta (12).

Crianças com Covid-19 podem ter convulsões

Em fevereiro, o relato de um pai nas redes sociais nesta semana chamou a atenção para casos de coronavírus entre crianças em Mato Grosso do Sul. Ele relata que a filha teve quadro de convulsão e foi internada com suspeita de coronavírus em Campo Grande.

O infectologista da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) e professor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Julio Croda, ressalta que a convulsão em crianças está diretamente relacionada à febre. “Crianças com febre alta têm mais tendência à convulsão. Não é [sintoma] exclusivo da Covid-19, mas pode acontecer”, diz.

Avanço do coronavírus e recorde de mortes

Mato Grosso do Sul registrou mais 39 mortes em 24 horas e chega ao pico de óbitos por coronavírus desde o início da pandemia. Além disso, o Estado tem batido recordes seguidos de interações por Covid-19 e nesta terça-feira (16) o Estado atinge o pico no número de pacientes ocupando leitos clínicos e de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), são quase 900 pacientes internados.

A taxa de ocupação de leitos de UTI públicos global nas 4 macrorregiões de MS é de: 96% em Campo Grande, 92% em Dourados, 100% em Três Lagoas e 105% em Corumbá.

Jornal Midiamax