Cotidiano

Na Governadoria, manifestantes são recebidos por secretário com promessa de reunião só para ‘semana que vem’

A manifestação dos empresários com buzinaço em frente à Governadoria terminou com sinalização de diálogo com o Governo do Estado nesta quinta-feira (25). Durante a carreata, representante dos comerciantes foi chamado para se encontrar com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), mas ele não estava no local. Uma reunião foi agendada para a próxima semana com […]

Mylena Rocha Publicado em 25/03/2021, às 10h18 - Atualizado às 10h26

Presidente da CDL recebeu promessa de reunião e criação de GT. (Foto: Marcos Ermínio)
Presidente da CDL recebeu promessa de reunião e criação de GT. (Foto: Marcos Ermínio) - Presidente da CDL recebeu promessa de reunião e criação de GT. (Foto: Marcos Ermínio)

A manifestação dos empresários com buzinaço em frente à Governadoria terminou com sinalização de diálogo com o Governo do Estado nesta quinta-feira (25). Durante a carreata, representante dos comerciantes foi chamado para se encontrar com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), mas ele não estava no local. Uma reunião foi agendada para a próxima semana com a promessa de criação de um grupo de trabalho para tratar do assunto. 

A carreata dos empresários tem como objetivo chamar a atenção para os estabelecimentos fechados e ainda pedir pela redução do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços). A concentração aconteceu no estacionamento do Yotedy e seguiu para a Governadoria, onde foi realizado um buzinaço. 

A Governadoria contou com forte esquema de segurança, com dezenas de policiais militares, cinco viaturas, uma equipe de cavalaria e até reforço do Batalhão de Choque. Os manifestantes fizeram um buzinaço por cerca de 10 minutos e, quando estavam prestes a seguir a carreata, empresários receberam sinalização de que seriam recebidos pelo governador. 

O presidente da CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas), Adelaido Vila, foi escolhido para representar os manifestantes e apresentar as demandas, porém Reinaldo Azambuja não estava no local. O representante do comércio foi recebido pelo secretário Eduardo Riedel e uma reunião foi agendada para a próxima quarta-feira (31). Um grupo de trabalho deve ser criado para tratar das reivindicações dos setores prejudicados durante a pandemia.

Jornal Midiamax