Cotidiano

MS aguarda doses da Janssen para iniciar imunização em 13 cidades de fronteira

Expectativa era iniciar estudos nesta segunda, mas doses ainda não chegaram a MS

Gabriel Maymone Publicado em 28/06/2021, às 08h57

Ponta Porã é uma das cidades que terá vacinação em massa da população adulta
Ponta Porã é uma das cidades que terá vacinação em massa da população adulta - Divulgação

Mato Grosso do Sul aguarda a chegada de carga com vacina da Janssen que deve desembarcar no Estado ainda essa semana. A remessa irá conter 150 mil doses do imunizante que servirão para vacinar toda a população acima de 18 anos dos 13 municípios de fronteira, que irá basear estudo epidemiológico conduzido pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).

Conforme o secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, a data deve ser informada ainda nesta segunda-feira (28). "O informe técnico geralmente chega às segundas-feiras", indicou.

Assim que as doses chegarem ao Estado, onde desembarcam no Aeroporto Internacional de Campo Grande, seguirão para os municípios da faixa de fronteira. "Vamos fazer [a vacinação] o mais rápido possível", pontuou.

Cinturão sanitário

A vacina americana é de aplicação única e será utilizada para estudo epidemiológico conduzido pelo médico infectologista e pesquisador da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), Júlio Croda. O estudo será realizado pelo grupo Vebra Covid da Fiocruz (capitaneado por Croda), com apoio da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e das universidades dos Estados Unidos de Stanford, Yale e Miami.

O especialista explicou que  todos acima de 18 anos que ainda não foram vacinados com outros imunizantes receberão dose da Janssen. "O objetivo é que [a vacinação] ocorra de forma rápida para ver o impacto da vacina em relação a imunidade coletiva para que possamos avaliar comparativamente. São 13 municípios [da fronteira] que vamos comparar pré e pós vacinação em termos de número de casos e óbitos com outros 13 municíipios similares", detalhou.

Os estudos começam cerca de 2 semanas após a conclusão da vacinação, que é quando as pessoas estarão com a eficácia do imunizante, "mas vai ocorrer ao longo dos próximos 6 meses, vamos acompanhar se vai ter mais casos", pontuou Croda.

Conforme o pesquisador, já está tudo pronto para início dos estudos. "Fizemos reunião com todos os prefeitos de fronteira, apresentamos o projeto, colocamos os pontos necessários e fizemosoo reunião com a coordenação do PNI [Plano Nacional de Imunização]", finalizou o infectologista.

Os municípios que terão toda a população adulta imunizada são:

  • Corumbá
  • Ponta Porã
  • Ladário
  • Porto Murtinho
  • Caracol
  • Bela Vista
  • Antônio João
  • Mundo Novo
  • Japorã
  • Sete Quedas
  • Paranhos
  • Coronel Sapucaia
  • Aral Moreira

Jornal Midiamax