Mercados e farmácias abrem em Campo Grande? Saiba o que funciona na semana do ‘fecha tudo’ contra Covid-19

Como opção ao lockdown, Campo Grande adotou, nesta quinta-feira (18), a antecipação de feriados para frear a pandemia do coronavírus. Então, de 22 a 26 de março será proibida a abertura do comércio e quaisquer serviços que não sejam essenciais. Com isso, farmácias, drogarias, supermercados e hipermercados podem funcionar. De acordo com a última publicação […]
| 18/03/2021
- 21:40
Mercados e farmácias abrem em Campo Grande? Saiba o que funciona na semana do ‘fecha tudo’ contra Covid-19
(Foto: Leonardo de França, Midiamax) - (Foto: Leonardo de França, Midiamax)

Como opção ao lockdown, Campo Grande adotou, nesta quinta-feira (18), a antecipação de feriados para frear a pandemia do coronavírus. Então, de 22 a 26 de março será proibida a abertura do comércio e quaisquer serviços que não sejam essenciais. Com isso, farmácias, drogarias, supermercados e hipermercados podem funcionar.

De acordo com a última publicação de lista de serviços essenciais, são considerados serviços essenciais: assistência à saúde, incluindo atividades da atenção primária a saúde e serviços médicos hospitalares; farmácias e drogarias; conveniências, hipermercados, supermercados, mercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas, padarias e centros de abastecimento de alimentos.

No entanto, ainda não é possível afirmar se haverá mudanças nas atividades consideradas como essenciais. Isto porque o decreto que oficializa a nova medida ainda não foi publicado. De acordo com o prefeito Marquinhos Trad (PSD), a oficialização deve acontecer em edição extra do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), publicado nesta quinta-feira (18) ou sexta-feira (19).

Além disto, a última publicação com lista de serviços essenciais também definia como liberados os serviços de infraestrutura, como fornecimento de água, , limpeza urbana, energia elétrica, distribuição de gás, telefonia e internet; atividades relacionadas à cadeia de resíduos; postos de combustíveis e serviços de apoio em rodovias; atendimento médico veterinário; serviço de delivery e segurança particular.

É preciso lembrar que que estas atividades estão liberadas para funcionar de acordo com o , que segue vigente para estes trabalhadores. Quanto ao toque que vigora na cidade, é das 20h às 5h. Porém o novo decreto deve confirmar se o período se mantém.

Alternativa ao lockdown

Após reunião com secretariado na tarde desta quinta-feira (18), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) descartou implantar lockdown em Campo Grande. Em contrapartida, para frear o avanço da pandemia na cidade, o prefeito determinou antecipação de feriados na semana que vem.

De acordo com o prefeito, dos dias 22 a 26 de março, a partir da próxima segunda-feira até sexta-feira, serão antecipados feriados dos dias 2 e 21 de abril, 3 de junho, 26 de agosto e 7 de setembro. Nestes dias, só poderão funcionar serviços essenciais durante 24 horas. Segundo o prefeito, o comércio que não se enquadra em serviço essencial não poderá abrir.

Ainda segundo Marquinhos, não foi decretado lockdown na cidade porque a avaliação é que diminuindo o horário de circulação das pessoas na cidade com a antecipação dos feriados, haverá diminuição do contágio.

A medida adotada pela prefeitura de fechar tudo que é considerado não essencial durante uma semana é uma alternativa ao lockdown, termo em inglês que prevê mais rigor até no funcionamento de serviços considerados essenciais.

Veja também

Com greve de motoristas descartada, ônibus devem circular normalmente nesta quinta

Últimas notícias