Cotidiano

Manifestação fecha rodovia MS-156 por demarcação de terras indígenas

Cerca de 100 manifestantes estão na rodovia

Thatiana Melo e Marcos Morandi Publicado em 29/06/2021, às 12h15

Indígenas alertam sobre os efeitos da PL 490
Indígenas alertam sobre os efeitos da PL 490 - Fotos: Marcos Morandi

Cerca de 100 indígenas fazem um protesto na MS-156 sentido a Itaporã a 225 quilômetros de Campo Grande, na manhã desta terça-feira (29). Policiais Rodoviários Estaduais e da Força Tática foram para o local.

Informações são de que a manifestação seria por demarcação de terras indígenas, e nesse protesto os manifestantes esperam chamar a atenção das autoridades. Ainda segundo eles, caso não consigam alcançar os objetivos na quarta-feira (30) irão fazer nova manifestação.

"Queremos ser ouvidos pela autoridades, especialmente os políticos de Mato Grosso do Sul. As comunidades indígenas vivem um momento delicado da história e estão totalmente abandonadas nesse momento em que a pandemia também assola as aldeias e retomadas (assentamentos)", explicou umas lideranças do movimento. Com a manifestação um congestionamento de aproximadamente 1 quilômetro se formou na rodovia.

Alvo da manifestação, o Projeto de Lei 490/ 2007, altera a legislação da demarcação de terras indígenas, sendo que um dos pontos mais polêmicos da PL trata do marco temporal e prevê que só poderão ser consideras terras indígenas aquelas que já estavam em posse desses povos na data da promulgação da Constituição, 5 de outubro de 1988, passando a exigir, dessa forma, uma comprovação de posse, o que hoje não é necessário.

O texto ainda flexibiliza o contato com povos isolados, proíbe a ampliação de terras que já foram demarcadas e permite a exploração de terras indígenas por garimpeiros. 

Jornal Midiamax