Cotidiano

Invasão de grilos em Campo Grande é resultado de 'explosão populacional', explica biólogo

Nos últimos dias, moradores têm convivido com insetos

Fábio Oruê Publicado em 14/04/2021, às 15h22

Grilos estão tomando conta nas casas e 'incomodando' moradores
Grilos estão tomando conta nas casas e 'incomodando' moradores - Foto: Reprodução

"Cri cri cri": O barulho dos grilos tem incomodado os campo-grandense há alguns dias po conta de uma verdadeira infestação do inseto em toda a Capital. Escuros e maiores que um grilo 'normal', os bichos que os moradores têm encontrado aos montes têm causado preocupação.

Apesar de parecer uma das pragas do Egito o fenômeno, segundo o biólogo José Milton Longo, explicou ao Jornal Midiamax, é fruto de fatores que favoreceram uma 'explosão populacional'. "É uma resposta deles as altas temperaturas e o final do período chuvoso, que coincide com a época de reprodução", disse. 

Segundo o biólogo, não há motivo para preocupação, já que esses insetos, da espécie grilo-preto, não são vetores de doenças. "Só precisa se preocupar se tiver uma horta ou flores em casa, porque nessa fase de crescimento eles são vorazes, precisam se alimentar", comentou. 

Longo também explicou que eles devem sumir em breve e que tem como predadores principalmente pássaros, lagartos e cobras.

"Muitos não vão conseguir se reproduzir, então encerram-se os ciclos. Tem os picos de reprodução que são aquelas espécies que são explosivas: colocam um 'montão' de ovos e vai nascer um 'montão' de filhotinhos, mas nem todos vão obter sucesso de chegar a vida adulta e se reproduzir", pontou ele. 

O assunto tem tomado conta das redes sociais nos últimos dias, com os usuários se questionando sobre a origem do fenômeno e relatando as experiências com os insetos. "Quase infartei a primeira vez que vi porque achei que era uma barata", contou uma. "Esses dias um me acordou 4 da manhã, Tive que matar ele", relatou outra.

Jornal Midiamax