Cotidiano

Ícone do Pantanal: Pesquisadores encontram onça-pintada morta em MS e a suspeita é de ação humana

Equipe agora procura outra onça da região, que foi resgatada dos incêndios do ano passado

Fábio Oruê Publicado em 29/04/2021, às 19h12

Onça foi encontrada morta na Serra do Amolar
Onça foi encontrada morta na Serra do Amolar - Foto: Divulgação/ IHP

O Instituto Homem Pantaneiro (IHP) encontrou na manhã desta quinta-feira (29) uma onça-pintada fêmea morta na região da Serra do Amolar, em Mato Grosso do Sul. Equipes de monitoramento ambiental trabalhavam quando se depararam com a carcaça do animal. 

O membros do projeto procuravam a onça Joujou, resgatada das queimadas no ano passado, quando avistaram urubus em uma área que o felino havia estado, A princípio, a equipe pensou se tratar de uma presa da onça, porém, constataram a presença do animal já morto. 

Como havia suspeita de ação humana na morte do felino, a instituição tomou todas as providências possíveis para não deixar impune tal atrocidade e já fez a comunicação aos órgãos Polícia Federal, Polícia Militar Ambiental e ICMBio.

A Equipe de campo se concentra neste momento em tentar localizar a onça macho Joujou que estaria na mesma região há dois dias atrás. Joujou foi resgatada ano passado vítima do fogo e devolvida à natureza com colar de rastreamento. Procura será para conferir a saúde do animal.

Corpo da onça já estava em estado avançado de decomposição (Foto: Divulgação/ IHP)

Jornal Midiamax