Cotidiano

Liberado recentemente, hormônio do sono já é encontrado nas farmácias de Campo Grande

Uso da melatonina, encontrada a partir de R$ 49,90, ainda gera dúvidas

Gabriel Maymone Publicado em 07/12/2021, às 07h45

Melatonina na prateleira de farmácias em Campo Grande
Melatonina na prateleira de farmácias em Campo Grande - Marcos Ermínio / Midiamax

Você já deve ter ouvido falar no 'relógio biológico' que nosso organismo possui, responsável por regular nosso sono. Saiba que o responsável por isso é um hormônio chamado melatonina. A venda dessa substância foi liberada em outubro pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e já pode ser encontrada na prateleira das farmácias de Campo Grande a partir de R$ 49,90.

Conforme a agência nacional, a venda é permitida na forma de suplemento alimentar para pessoas com 19 anos ou mais e na quantidade máxima de 0,21 mg de consumo diário. 

Apesar da liberação recente, a grande procura fez com que muitos estabelecimentos se antecipassem e investissem em estoques da substância, que é encontrada em várias formas. A mais barata, com 90 comprimidos sai por R$ 49,90 e a opção com 100 comprimidos sai por R$ 85. Até sabor algumas marcas oferecem como de morango, por exemplo.

A melatonina já é vendida dessa forma há anos nos Estados Unidos.


Melatonina é produzida por vários fabricantes - Foto: Marcos Ermínio / Midiamax

Veja abaixo algumas perguntas e respostas sobre o uso da melatonina

O que é a melatonina?

A melatonina, assim como outros hormônios produzidos pelo organismo, tem função vital para o corpo e é essencial para o sono. A substância está no organismo de forma natural e começa a ser produzida assim que anoitece.

Seu objetivo é induzir o relaxamento e o sono, e o pico do hormônio no organismo ocorre durante a noite. Assim que amanhece, com o nascer do sol e a claridade, o nível de melatonina é reduzido para que o corpo possa despertar e sair do estado de relaxamento.

Quem pode usar?

  • Pessoas a partir de 19 anos podem usar, desde que não sejam gestantes, lactantes e pessoas envolvidas em atividades que requerem atenção constante.
  • Pessoas com enfermidades ou que usem medicamentos deverão consultar seu médico antes de consumir a substância.
  • Não precisa de receita para comprar, já que é vendida como suplemento alimentar.

Como tomar a melatonina?

No caso de insônia, por exemplo, a dose normalmente indicada pelo médico é de 1 a 2 mg de melatonina, uma vez por dia, cerca de 1 a 2 horas antes da hora de deitar e depois de comer. Lembre-se que é necessário ter indicação médica.

Efeitos colaterais

Com a dose liberada pela Anvisa, os efeitos colaterais praticamente não existem, mas podem ocorrer episódios de fadiga, falta de concentração, agravamento de depressão, dor de cabeça e irritabilidade.

Posso tomar 'à vontade'?

Conforme especialistas, o uso é indicado para quem tem deficiência deste hormônio no organismo, afinal, nem sempre a causa da insônia é a falta dessa substância. A melhor evidência que existe é o uso em pessoas idosas, já que, a partir dos 60 anos, a produção do hormônio cai e chega a ser 25% menor do que em jovens. Também pode haver diminuição do hormônio no período menstrual ou em razão de distúrbios endócrinos.

Jornal Midiamax