Cotidiano

Governo decreta situação de emergência após chuvas que deixaram comunidade isolada em MS

O Governo do Estado decretou situação de emergência na área urbana e rural do município de Corguinho, a 96 km de Campo Grande. A cidade foi atingida por fortes chuvas no mês de fevereiro, quando pontes caíram e comunidades chegaram a ficar isoladas.  O laudo emitido pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção […]

Mylena Rocha Publicado em 04/03/2021, às 12h24 - Atualizado às 14h36

A ponte de acesso à comunidade quilombola foi levada pela força da água. (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax)
A ponte de acesso à comunidade quilombola foi levada pela força da água. (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax) - A ponte de acesso à comunidade quilombola foi levada pela força da água. (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax)

O Governo do Estado decretou situação de emergência na área urbana e rural do município de Corguinho, a 96 km de Campo Grande. A cidade foi atingida por fortes chuvas no mês de fevereiro, quando pontes caíram e comunidades chegaram a ficar isoladas. 

O laudo emitido pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) aponta que a chuva teve intensidade atípica e chegou a originar uma “supercélula” localizada, o que provocou prejuízos que ultrapassaram a capacidade de resposta do município.

A chuva causou danos materiais e ambientais, moradores contam que foi uma das maiores enchentes das últimas décadas. Além disso, pontes e estradas foram destruídas, o que prejudica o escoamento da produção de leite, carne e produtos da agricultura familiar. 

O reconhecimento da situação de emergência pelo Estado permite a dispensa de licitação para contratos de aquisição de bens necessários às atividades de resposta ao desastre, de prestação de serviços e de obras relacionadas com a recuperação da cidade, desde que sejam concluídas no prazo de 180 dias. 

Jornal Midiamax