Cotidiano

Governo de MS negocia com empresa de Goiás abertura de 30 leitos UTI na Santa Casa

Do estado vizinha podem vir profissionais para atuar nas novas unidades de internação

Gabriel Maymone Publicado em 14/06/2021, às 12h25

Secretário de Saúde, Geraldo Resende, anuncia negociação com empresa de Goiás por mais UTIs em MS
Secretário de Saúde, Geraldo Resende, anuncia negociação com empresa de Goiás por mais UTIs em MS - Reprodução

O governo de Mato Grosso do Sul negocia com empresa privada de Goiás a possibilidade de instalar 30 leitos UTI (Unidade de Terapia Intensiva) na Santa Casa de Campo Grande.

A informação foi dada pelo secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, durante live na manhã desta segunda-feira (14) para anunciar os dos do boletim da covid em MS.

"Estamos com esforço concentrado para abertura imediata de 30 leitos de UTI na Santa Casa. Estamos acessando empresa do estado de Goiás que tem a possibilidade de montar esses leitos UTIs em curto espaço de tempo e, inclusive, trazer profissionais [de fora do Estado] para atendimento nesses leitos UTIs.

No boletim da covid desta segunda-feira, Resende mostrou a situação crítica que MS vive. "Não temos leito UTI em nosso Estado", disse na live em que anunciaria momentos depois taxas de ocupação que chegam a 106% na região de Campo Grande e fila de espera por transferência para hospital de 200 pessoas, uma das maiores do país.

Envio de pacientes

Com o colapso na saúde desde o início de junho, MS recorreu ao envio de pacientes a outros estados. Até a manhã desta segunda, 31 já foram transferidos, sendo 9 para Rondônia e 22 para São Paulo.

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) já confirmou que está estudando fazer novas transferências esta semana. Assim, Resende confirmou na live que o estado do Amazonas ofereceu leitos para pacientes sul-mato-grossenses e que há conversas para transferir doentes para o Espírito Santo. "Temos encaminhado conversas de que vá nos atender [governo do ES] nesse momento muito difícil. Estamos trabalhando para evitar encaminhar pacientes para outras unidades da federação", detalhou.

Avanço da covid em MS

Mato Grosso do Sul registrou 40 mortes por covid nas últimas 24 horas e chegou a 7.517 óbitos pela doença. O boletim desta segunda-feira (14) confirmou 915 novos casos e fez com que o Estado chegasse a 314.445 contaminados pelo coronavírus.

Conforme o boletim, a média móvel de mortes em 7 dias caiu em uma semana, passando de 52,9 mortes em média por dia em 7 de junho para 47,4 nesta segunda-feira. 

De acordo com a secretária-adjunta da saúde em MS, Christinne Maymone, a semana epidemiológica que se encerrou no sábado (12) foi a 2ª com maior número de casos e mortes da pandemia. Foram 13.086 casos confirmados da doença e 367 óbitos.

Jornal Midiamax