Cotidiano

De 41 mil profissionais de saúde vacinados contra covid-19 em MS, apenas 2 tiveram reações graves

Dois profissionais de saúde apresentaram reação mais grave após tomar a vacina contra Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Com dados atualizados até o dia 5 de fevereiro, 71.688 pessoas já foram imunizadas no Estado. De acordo com a gerente técnica de Imunização da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Ana Paula Goldfinger, os dois […]

Gabriel Maymone Publicado em 08/02/2021, às 07h21 - Atualizado às 10h06

Imagem ilustrativa. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)
Imagem ilustrativa. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax) - Imagem ilustrativa. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Dois profissionais de saúde apresentaram reação mais grave após tomar a vacina contra Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Com dados atualizados até o dia 5 de fevereiro, 71.688 pessoas já foram imunizadas no Estado.

De acordo com a gerente técnica de Imunização da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Ana Paula Goldfinger, os dois são profissionais de saúde e apresentaram sintomas clássicos de infecção pela Covid-19 mas não houve necessidade de internação. “Acreditamos que já estavam infectados e não foi reação adversa pós vacinação. Já as reações leves são esperadas para toda e qualquer vacina”, explica.

Para os casos leves os sintomas mais comuns registrados são cefaleia (dor de cabeça), febre, mialgia (dor muscular), diarreia, náusea e dor localizada. De 3 milhões de vacinados no Brasil – dados de 2 de fevereiro – 20 casos graves foram registrados pelo Ministério da Saúde. A relação com as vacinas ainda precisa ser confirmada.

Vacinação em MS

Mato Grosso do Sul já vacinou 71.688 pessoas contra o coronavírus. Assim, o percentual de cobertura imunológica de toda a população é de 2,55%, o terceiro maior valor entre os estados brasileiros. Neste domingo (7), o Estado recebeu mais 30 mil doses da vacina.

Até o momento foram aplicadas 40.034 doses em profissionais da Saúde que atuam na linha de frente, maior público vacinado. Outras 26.130 vacinas foram aplicadas em indígenas que vivem em aldeias do Estado.

Assim, 1.585 doses foram aplicadas em idosos que vivem em asilos ou casas de repouso e 125 em PcDs (Pessoas com Deficiência) institucionalizadas. O último público a ter a vacinação iniciada, idosos a partir de 80 anos, já recebeu 3.814 imunizações.

Jornal Midiamax