Cotidiano

Em 48h, chove 25% do esperado para todo o verão e prefeitura faz rescaldo em bairros

Chuvas que atingiram Campo Grande causaram estragos e equipes da prefeitura iniciaram trabalhos de limpeza e reparos nesta quinta-feira.

Gabriel Maymone Publicado em 14/01/2021, às 10h54 - Atualizado às 11h30

Rua Lírio dos Campos (Via WhatsApp)
Rua Lírio dos Campos (Via WhatsApp) - Rua Lírio dos Campos (Via WhatsApp)

Equipes da prefeitura estão nas ruas fazendo o rescaldo das chuvas que somaram 102,8 milímetros em 48h em Campo Grande, conforme dados do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). Para se ter uma ideia do volume que caiu em dois dias na cidade, o total chegou a 25% ou 1/4 (um quarto) do esperado para os próximos três meses, que é de 400mm.

Funcionários da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) trabalham para realizar limpeza das ruas, bueiros e reparos em trechos de drenagem.

Na Rua Lírios do Campo, no Bairro Aero Rancho, a força da água destruiu parte do asfalto, que fica no entorno de um bueiro. A situação preocupou moradores: “Prestes a acontecer algum acidente”, relatou uma mulher que mora próximo ao local.

A Sisep informou que, para iniciar os reparos no local, é necessário “pelo menos 24 horas sem chuva”.

Em 48h, chove 25% do esperado para todo o verão e prefeitura faz rescaldo em bairros
Avenida Sete, no Jardim Carioca, estava alagada | Foto: de leitor, Midiamax

Transtornos e prejuízos em Campo Grande

De acordo com leitor do Jornal Midiamax, na Vila Aimoré a água da chuva invadiu, inclusive, os fundos da casa. “A rua inunda e se alguém quiser passar de bicicleta ou a pé com certeza não irá conseguir pelo tanto lama e barro”, disse, comentando a situação das ruas após a chuva.

Um morador da Rua São Luiz, no Jardim Imá se surpreendeu com o acumulado de chuva e registrou a via completamente alagada. “Alagou na parte da frente, mas tem vizinhos com portão aberto e deve ter entrado água dentro de casa. Aqui não limpam as bocas de lobo e acontece isso”, comentou.

No Jardim Carioca, na Avenida Sete, além de alagada, a via estava com intensa enxurrada. Na mesma avenida, comerciantes sofreram para retirar a água de dentro dos estabelecimentos, pois devido ao volume, muita água invadiu os comércios.

Por fim, na região mais central, no Bairro Amambai, na Rua Dom Aquino próximo a antiga rodoviária, os bueiros entupiram e dificultaram o escoamento das águas. No Bairro Santo Antônio, muitas ruas ficaram intransitáveis e moradores relataram à reportagem que basta 10 minutos de chuvas para que tudo fique alagado.

Jornal Midiamax