Cotidiano

A dois meses do retorno, escolas municipais passam por desinfecção e adaptações em Campo Grande

Voltas às aulas com ensino híbrido está prevista para final de julho

Mylena Rocha Publicado em 27/05/2021, às 11h55

None
Divulgação/PMCG

Faltam menos de dois meses para o retorno às aulas nas escolas municipais de Campo Grande e as unidades têm passado por mudanças para receber os alunos. O retorno está previsto para o dia 19 de julho nas unidades da Reme (Rede Municipal de Ensino) com ensino híbrido. 

Nos preparativos para receber estudantes depois de mais de um ano com ensino remoto, as escolas têm passado por desinfecção e até adaptações na estrutura. A Semed (Secretaria Municipal de Educação) reforça que as aulas serão retomadas de maneira híbrida com aulas presenciais e remotas em julho. O retorno não será 100% presencial. 

As escolas têm passado por limpeza diária ao longo de toda a pandemia e ações de desinfecção são realizadas sempre que necessário. A Semed afirma que todas as unidades passaram por adaptações físicas e de controle de acesso. 

As escolas agora contam com dispensers de sabão e álcool, para reforçar a importância da higiene das mãos entre os alunos, uma das principais medidas de prevenção ao coronavírus. Além disso, algumas unidades ainda passaram por adaptações pontuais, de modo a se adequarem para a volta às aulas. 

“A prefeitura, por meio da Semed, fez a compra de todos os itens de biossegurança necessários para o retorno das aulas”, afirma. Vale ressaltar que a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) já abriu a vacinação contra o coronavírus para profissionais da educação no último mês. Foram vacinados os trabalhadores da educação como um todo, não somente os professores. 

Jornal Midiamax