Cotidiano

Distrito de Rochedinho recebe unidade de apoio ao produtor rural

Também há projeto para implantação de piscicultura no distrito

Renata Barros Publicado em 30/09/2021, às 09h39

Distrito já é monitorado pela Sidagro
Distrito já é monitorado pela Sidagro - Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal

Produtores rurais da região de Rochedinho, distrito a 24 quilômetros da área urbana de Campo Grande, podem se animar. A Prefeitura da Capital, por meio da Sidagro (Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio), pretende inaugurar em outubro o Posto Avançado de Apoio ao Produtor no distrito de Rochedinho.

Instalado em uma sala anexa à escola municipal Visconde do Rio Branco, a implantação do posto tem o objetivo de ampliar e melhorar o atendimento às famílias de produtores locais.

Atualmente, Rochedinho conta 1.093 habitantes e 404 casas construídas. Segundo a Prefeitura, produtores do distrito já recebem apoio da Sidagro com equipamentos e equipe técnica e durante uma dessas reuniões, que são acompanhadas por técnicos da Semed (Secretaria Municipal de Educação) e pelo subprefeito Silvio Santos, foi identificada a necessidade de atendimento específico.

“Pouco mais de 80% dos alunos da escola pertencem a famílias de agricultores instalados em propriedades na região. Nossa proposta é realizar levantamento para saber quais culturas agrícolas deverão ser privilegiadas no processo de transmissão de conhecimentos a esses alunos, além do trabalho de fomento aos produtores”, informa o agrônomo e superintendente do Agronegócio da Sidagro, João Duarte.

A vice-prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes, chegou a sugerir a criação de uma feira semanal no distrito em parceria com outros projetos que já são realizados no local. “Visitando o Distrito e os comerciantes do lugar, percebemos o anseio deles para expor e vender seus produtos e assim criarem um hábito, atraindo visitantes para o local”, afirma a vice-prefeita.

De acordo com o secretário da Sidagro, Rodrigo Terra, o posto vai auxiliar tanto na produção, quanto no escoamento. Os professores da escola Visconde do Rio Branco, que tem 160 alunos, estão sendo preparados junto com a equipe da Prefeitura para atender às necessidades dos alunos e suas famílias com a nova visão de escola agrícola.

Na manhã desta quinta-feira (30), a vice-prefeita Adriane Lopes, acompanhada do diretor da Escola Agrícola Barão do Rio Branco, Francisley Galdino, e do professor Regivaldo Ortega, apresentou um pedido de apoio para a implantação de um projeto de piscicultura no distrito de Rochedinho, que foi aceito pelo titular da Sidagro, Rodrigo Terra. 

“A piscicultura não será só um projeto educacional, mas também uma proposta de fomento à economia daquele local, além de muitos outros projetos que estamos estudando para criação de cadeias produtivas na região de produtos característicos da comunidade, como leite e mandioca”, comenta Terra.

Jornal Midiamax