Novo acesso nas Moreninhas empolga comerciantes e moradores, que veem melhora no trânsito

Comerciantes até falam de malefícios, mas indicam que benefícios são maiores
| 14/07/2021
- 18:47
Novo acesso nas Moreninhas empolga comerciantes e moradores, que veem melhora no trânsito
Obras de pavimentação no trecho inicial do novo acesso à região chegaram ao fim - (Foto: Henrique Arakaki/Midiamax)

Com o final das de pavimentação para o prolongamento da avenida , os moradores das Moreninhas se mostram entusiasmados com a chegada do novo acesso ao bairro mais populoso de Campo Grande. Os comerciantes - apesar dos benefícios trazidos pelo grande fluxo existente na rua Frairbugo – também se mostram animados com a mudança.

Mercedes Marques Sampaio, de 50 anos, é proprietária de um restaurante localizado na principal via de acesso ao bairro. Com vendas realizadas no próprio restaurante e também entregas, ela acredita que a diminuição no fluxo de veículos e pessoas não deverá afetar as vendas.

acesso moreninhas 1
Hoje, a rua Frairbugo é principal acesso das Moreninhas.
(Foto: Henrique Arakaki/Midiamax)

O mesmo pensa Igor Amaral, 19 anos, mas com ressalvas. Para o jovem, a mudança deverá provocar uma pequena queda nas vendas realizadas diretamente no caixa. “Muitos carros que passam por aqui acabam parando e comprando, então provavelmente isso vai diminuir um pouco”, comentou.

Embora a situação possa não parecer das melhores, Igor vê com bons olhos, pois acredita que o novo acesso poderá potencializar o serviço de entregas do estabelecimento e compensar com sobra a diminuição das vendas físicas. Ele explica que o novo acesso irá aumentar o número de pedidos, já que o trajeto para outra parte da cidade será mais curto e “não vai precisar calcular a curva do moto-entregador.”

Mesmo com bons olhos, o sentimento que paira pelo ar é de indiferença e os relatos – em muitos casos – dá a entender que a ‘voz de morador’ fala mais alto que a de comerciante. O proprietário de uma conveniência, que preferiu não se identificar, alega não conseguir calcular o impacto financeiro do novo acesso, mas não vê a obra com maus olhos.

Se entre os comerciantes, mesmo com as impressões positivas, ainda existe resquícios de dúvidas, os moradores das Moreninhas são enfáticos ao dizer que o novo acesso irá melhorar a rotina de todos. Laura Cardosa, 38 anos, se mostrou ansiosa pela finalização da obra, para ela, o novo acesso mudará para melhor a rotina de todos os moradores.

acesso moreninhas 2
Claudinei Alencar do Santos vê com empolgação o novo acesso. (Foto: Henrique Arakaki/Midiamax)

“Agora vai diminuir o trânsito aqui (rua Frairbugo) e também diminuir o tempo para quem trabalha ou deseja ir para algum bairro que fica do outro lado, vai acabar esse negócio de dar a volta pela saída principal”, brincou a moradora. Também empolgado com a futura mudança, o empresário Claudinei Alencar dos Santos, 34 anos, pontua que a não necessidade da chamada “volta pelo acesso principal” é o principal benefício da comunidade.

“Eu, por exemplo, vou usar muito. Vai diminuir o tempo, eu que transito bastante por essa via (rua Frairbugo) e até pelo outro acesso menos utilizado, vou passar a utilizar muito esse novo acesso, acho que vai melhorar até para as pessoas do transporte de carga, porque segue a via direto, sem precisar dar a volta”, comentou dos Santos.

Obras

As obras de pavimentação no trecho inicial do novo acesso à região chegaram ao fim na última sexta-feira (9). Com isso, foram iniciadas as obras para asfaltar o traçado da ciclovia que será instalada no canteiro central, com urbanização, iluminação pública, além de sinalização horizontal e vertical.

O prefeito Marquinhos Trad ressaltou que o novo acesso é um sonho antigo dos moradores das Moreninhas, um dos bairros mais populosos de Campo Grande. “A ciclovia, principalmente em tempos de pandemia, é algo essencial. Uma questão de necessidade no transporte para alguns, mas para muitos, neste novo normal, uma questão de saúde e estilo de vida”, pontua o prefeito.

O prolongamento da avenida Rita Vieira, que agora chega à avenida Guaicurus, faz parte do programa Reviva Mais Campo Grande. Ao todo, será investido R$ 1,3 bilhão em 55 obras.

Conforme dados da Prefeitura, os bairros Universitário, Santo Eugênio, Perpétuo Socorro e Jardim Itamaracá ganham uma malha viária formada pelas ruas Vitor Meirelles, que acaba de ser recapeada, o seu prolongamento, a Toros Puxian e a Avenida Novo Estado, que teve o último trecho concluído ano passado.

Os técnicos da (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) explicam que quem estiver, por exemplo, na Avenida Interlagos (perto do Rádio Clube Campo), seguindo pela Avenida Rita Vieira, vai chegar mais rápido à estação rodoviária. Antes, este itinerário era feito pela Rua Professor Hilário da Rocha.

O novo acesso vai servir de ligação desses bairros com a Avenida Três Barras, seguindo trajeto pelas ruas Victor Meirelles, Toros Puxian, Avenida Rita Vieira e Rua Novo Estado, uma via residencial estreita. Em novembro do ano passado, a Prefeitura asfaltou os últimos 400 metros da Rua Novo Estado, via aberta às margens do antigo traçado da ferrovia, fazendo a interligação das avenidas Rita Vieira e Três Barras.

 

Veja também

A prefeitura de Campo Grande publicou a classificação dos candidatos inscritos no processo seletivo para...

Últimas notícias