Cotidiano

Devido à alta procura, vacinação de lactantes termina mais cedo no Guanandizão

O encerramento é devido ao excesso de pessoas que procuraram a vacina

Diego Alves e Ranziel Oliveira Publicado em 06/06/2021, às 16h51

Vacinação no Guanandizão - (Foto: Marcos Ermínio / Jornal Midiamax)
Vacinação no Guanandizão - (Foto: Marcos Ermínio / Jornal Midiamax)

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) encerrou mais cedo o atendimento da vacinação contra a covid-19 de lactantes neste domingo (06) no ginásio do Guanandizão, em Campo Grande. Ainda de acordo com a secretaria, o encerramento é devido ao excesso de pessoas que procuraram a vacina e por isso foi encerrado a entrega de senhas. A vacinação ocorre normalmente do lado de dentro até às 17 horas para as mulheres que já tem a senha.
Ainda de acordo com a secretaria, será definido um próximo cronograma para o público em questão.

A reportagem esteve mais cedo no local e conversou com várias mulheres, que compareceram ao ginásio com os filhos, uma vez que os bebês ainda estão em fase de amamentação.

Ao Jornal Midiamax, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) reconheceu que há demora, porém, que a vacinação tem fluxo aceitável e segue dentro do previsto, considerando que o Guanandizão é o único ponto de imunização deste domingo. Todavia, a secretaria atribuiu a fomação de fila à falta de cadastro prévio, necessário para garantir a aplicação da vacina.

"Toda a demanda está concentrada no local e é uma alta demanda. Todavia, o fluxo de atendimento é adequado e flui, mas poderia ser bem mais ágil se as pessoas fizessem o cadastro prévio. Este é o principal fator que impede mais celeridade na fila", traz nota da Sesau enviada à reportagem.

Jornal Midiamax