Cotidiano

Desrespeito: No 1º dia do decreto, 223 comércios são flagrados abertos em Campo Grande

O decreto estadual com restrições aos fins de semana e toque de recolher às 20 horas começou no domingo (14) e a fiscalização foi reforçada em Campo Grande. Além da operação com militares, também houve fiscalização com as equipes da Guarda Municipal, Vigilância Sanitária, Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e Agetran […]

Mylena Rocha Publicado em 15/03/2021, às 09h13 - Atualizado às 14h43

Estabelecimentos foram fiscalizados e orientados. (Foto: Divulgação/GCM)
Estabelecimentos foram fiscalizados e orientados. (Foto: Divulgação/GCM) - Estabelecimentos foram fiscalizados e orientados. (Foto: Divulgação/GCM)

O decreto estadual com restrições aos fins de semana e toque de recolher às 20 horas começou no domingo (14) e a fiscalização foi reforçada em Campo Grande. Além da operação com militares, também houve fiscalização com as equipes da Guarda Municipal, Vigilância Sanitária, Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). Ao todo, foram 223 comércios fiscalizados e 167 pessoas abordadas nas ruas. 

Conforme dados da Guarda Municipal, a fiscalização foi realizada nas sete regiões da Capital. Foram empenhados 20 guardas municipais, oito fiscais da Semadur, dois agentes da Agetran e quatro fiscais da Vigilância Sanitária. 

O primeiro dia do decreto estadual rendeu fiscalização em 223 estabelecimentos comerciais de Campo Grande, sendo que 49 foram fiscalizados pela equipe da GCM (Guarda Civil Metropolitana) e 174 comércios pela fiscalização conjunta. Um dos estabelecimentos recebeu o boletim de orientação sobre as normas. Comércios que são reincidentes em descumprir o decreto, podem acabar autuados ou interditados. 

Em conjunto com o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito), a Guarda ainda realizou uma blitz. Ao todo, foram abordados 480 veículos, sendo 316 carros e 164 motos. Entre as abordagens, seis motoristas se recusaram a fazer o teste do bafômetro e um dirigia sem CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Toque de recolher às 20h

Diante do avanço do coronavírus nas últimas semanas e da taxa de ocupação de leitos que chega a 100% em regiões do Estado, o Governo de Mato Grosso do Sul publicou decreto com novas medidas restritivas. O documento determina que o toque de recolher fica mais rígido e começa a partir das 20 horas em MS. Aos fins de semana, serviços não-essenciais, como o comércio e shoppings, só podem funcionar até as 16 horas. As medidas estão em vigor até dia 28 de março.

Jornal Midiamax