Cotidiano

Descarte de manequins em lixão clandestino do Tarumã pode render multa de até R$ 9,5 mil

Semadur informou que realiza fiscalizações diárias, mas moradores relatam que problema é antigo

Gabriel Maymone Publicado em 07/10/2021, às 08h41

Local se tornou lixão com todo tipo de material descartado irregularmente
Local se tornou lixão com todo tipo de material descartado irregularmente - Marcos Ermínio / Midiamax

O descarte de centenas de manequins em terreno baldio, que se tornou lixão clandestino, às margens da BR-262, no bairro Tarumã, em Campo Grande, pode render multa que varia de R$ 2.337,27 a R$ 9.509,07. A prefeitura informou que as equipes de fiscalização já trabalham para identificar o autor do descarte.

No local, é possível encontrar todo tipo de objeto, como, por exemplo, sofá, cadeira, roupas, restos de marmitas e verduras, garrafas de cerveja e até animais mortos. Às margens da rodovia, famílias assentadas precisam conviver com o descarte irregular e suas consequências.

Em nota, a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) destacou que realiza fiscalizações diariamente, além disso, pede para que a população ajude no combate a este tipo de prática. Quando houver o flagrante do descarte de materiais, a patrulha ambiental da GCM (Guarda Civil Municipal) via 153 deve ser acionada.


Terreno recebe todo tipo de material como essa cadeira, por exemplo - Foto: Marcos Ermínio / Midiamax

Em casos onde o descarte já ocorreu, a denúncia deve ser encaminhada diretamente à Semadur, pelo disque denúncia 156. 

Apesar do posicionamento da prefeitura, moradores alegam que o problema é antigo. “O pessoal não está nem aí”, disse Dinas Barbosa. “Já virou costume do pessoal jogar lixo aqui, o que eu já tirei de lixo, de cachorro morto e até de filhotinho abandonado não dá para contar”, conta Luciano Rodolfo Alves.

Confira o vídeo gravado pela equipe de reportagem do Jornal Midiamax:

Onde descartar resíduos?

Campo Grande possui 5 pontos de descarte de materiais, chamados Ecopontos, destinados à disposição temporária regular para pequenos geradores. Este é um local de entrega voluntária e gratuita que recebe resíduos recicláveis (metal, plástico, vidro, papel e papelão), resíduos gerados em construções, demolições e pequenas reformas, além de volumosos (mobílias, sucatas e madeiras) e resíduos provenientes de poda de árvores/galhadas. O limite de descarte é de um metro cúbico por usuário do sistema.

Confira onde ficam os Ecopontos em Campo Grande:

  • Ecoponto Panamá: localizado na Rua Sagarana com a Avenida José Barbosa Hugo Rodrigues, no Bairro Panamá.
  • Ecoponto Noroeste: localizado na Rua Piraputanga esquina com Guarulhos, no Bairro Noroeste.
  • Ecoponto Nova Lima: localizado na Rua Pacajús n. 194, no Bairro Nova Lima.
  • Ecoponto União: localizado na Avenida Roseira, esquina com a Rua Carmem Bazzano Pedra, no Bairro União.
  • Ecoponto Moreninha: localizado na Rua Copaíba entre as ruas Antônio Davi Macedo e Amado Nogueira Moraes, no Bairro Moreninhas.
Jornal Midiamax