Cotidiano

Defesa Civil alerta sobre nova tempestade ainda mais forte em MS

Ventos chegaram a 100 km/h e municípios no sul do Estado foram os mais atingidos

Gabriel Neves Publicado em 14/10/2021, às 15h03

Torre de transmissão em Itaquiraí foi derrubada por conta da tempestade
Torre de transmissão em Itaquiraí foi derrubada por conta da tempestade - (Foto: Reprodução/Energisa)

A Defesa Civil de Mato Grosso do Sul alerta que tempestade com ventos ainda mais fortes pode ser registrada nos próximos dias. A chuva desta quinta-feira (14) causou danos em todo o Mato Grosso do Sul, com as cidades da região sul sendo as mais afetadas. 

Coordenador da Defesa Civil, Fábio Catarineli explica que são previstas novas chuvas entre sexta-feira (15) e sábado (16), com ventos ainda mais fortes do que os registrados hoje — que chegaram a 100 km/h em algumas localidades.

Uma das cidades mais atingidas no Estado foi Itaquiraí, onde foram registradas mais de 40 casas destelhadas, além de quedas de árvores e torres de transmissão. A Energisa divulgou um boletim informando que equipes realizaram trabalhos no município.

Outros cinco municípios e dois distritos seguem sem energia em alguns bairros e ainda são atendidos pela Energisa, são eles: Distrito de Boa Sorte, Tacuru, Japorã, Paranhos, Distrito de Ithaum, Sete Quedas e Campo Grande. A concessionária afirma que a energia foi totalmente restaurada em Aral Moreira, Novo Horizonte do Sul, Juti, Mundo Novo e Naviraí.

Rodovia fechada

A queda de quatro torres de alta tensão na BR-163 deixou a rodovia completamente obstruída. A Energisa informa já ter realizado manobras para remoção das estruturas e cabos, liberando a via às 7h.

Base da PRF destruída

O temporal também derrubou uma base operacional da PRF (Polícia Rodoviária Federal), na BR-163, em Dourados. Três viaturas foram atingidas e o prédio ficou parcialmente destruído.

A forte chuva acabou derrubando parte da estrutura do prédio, assim como a torre de comunicação da base operacional. As viaturas foram atingidas pela queda da estrutura.

Estragos na capital

Segundo o coordenador de Defesa Civil de Mato Grosso do Sul, foram registradas 82 ocorrências de quedas de árvores em Campo Grande, sendo 50 já atendidas. A Energisa explica que esse é um dos principais motivos que deixou mais de 55 bairros sem energia.

A concessionária não soube informar quantas equipes estão trabalhando para restaurar a energia dos bairros afetados. Conforme a Defesa Civil, os ventos chegaram a 73,1 km/h na manhã de hoje e o índice médio das chuvas foi de 52 milímetros.

Jornal Midiamax