Cotidiano

De material universitário a infantil, professora resgata 150 livros do lixo para doar em Campo Grande

Livros usados em cursos de graduação, no valor de R$ 286, estão entre os descartados

Fábio Oruê Publicado em 28/07/2021, às 07h30

Pilha de livros achados é maior que a própria professora
Pilha de livros achados é maior que a própria professora - Foto: Arquivo pessoal

Alguns resgatam pessoas e, outros, animais, mas levando em conta sua posição como defensora da educação, a professora Ana Cláudia Nantes resgatou 150 livros que foram descartados e estavam no lixo, no Bairro Alto Sumaré, em Campo Grande, nesta terça-feira (27). 

Entre os títulos, se destacam os livros usados na graduação de Ciência da Computação, da escritora Judith L. Gersting, que custam cerca de R$ 286. De acordo com o marido da professora, Valdemir Dias Martins, o custo dos materiais chega pelo menos a R$ 520. 

Mas esse valor de nada importa para o casal, que mantêm o projeto social 'A semente projeto esperança', que incentiva a doação de exemplares. "Tem vários títulos e muitos de escola também, mas para nós todo livro tem valor igual. É o conhecimento e o aprendizado que falta para muita gente", disse Valdemir ao Jornal Midiamax.

Família criou e mantém projeto que leva a leitura para aqueles que não têm condição (Foto: Arquivo pessoal)

O resgate

A mãe de Ana Cláudia tem uma conveniência próxima de onde os 150 exemplares foram descartados. "[...] passou uma amiga da minha sogra e avisou ela que tinha vários livros jogados. Minha esposa tinha ido fazer uma visita à mãe, pegou o carro e foi ver. Trouxe todas as 4 caixas que estavam lá", relatou o marido e criador do projeto. 

Também havia muito material usado no ensino fundamental das escolas, divididos por matéria, como geografia, português e matemática. Há outros que abordam a história do Brasil e do ex-presidente Juscelino Kubitschek, uma cópia do livro 'Irmão Negro', do autor e escritor Walcyr Carrasco, e até o livro Ágape, do Padre Marcelo Rossi. 

O projeto tem prateleiras e bibliotecas comunitárias instaladas por toda Campo Grande e agora essa nova remessa encontrada será distribuída e disponibilizada gratuitamente para seus futuros leitores. 

Antes com um destino trágico nas trituradoras do caminhão de lixo, os livros agora poderão ter um futuro longevo ensinando ou entretendo os campo-grandenses que cruzarem seus caminhos.

Entrega de bicicletas recicladas para crianças carentes e também alguns títulos clássicos que foram encontrados 'por aí' (Foto: Arquivo pessoal)

A semente

O projeto completa nove anos na próxima quinta-feira (29), com um saldo de quase 6 mil livros doados na Capital. Além de livros, Valdemir também recicla bicicletas e, em 5 anos, já foram 655 'bikes' recicladas e doadas.

Jornal Midiamax