Cotidiano

De loja de roupa a restaurante, moradores denunciam quem fura o ‘fecha tudo’ em Campo Grande

No primeiro dia de ‘fecha tudo’ em Campo Grande, nesta segunda-feira (22), vários empresários foram flagrados desrespeitando o decreto da prefeitura e descumprindo regras sanitárias. De loja de roupas até restaurantes infringiram as normas previstas para tentar frear a pandemia da covid-19 na Capital. Moradores denunciaram cinco locais que descumpriam o decreto ao Jornal Midiama...

Fábio Oruê Publicado em 22/03/2021, às 18h51

Estabelecimentos estão descumprindo o decreto municipal (Fotos: Leitores Jornal Midiamax)
Estabelecimentos estão descumprindo o decreto municipal (Fotos: Leitores Jornal Midiamax) - Estabelecimentos estão descumprindo o decreto municipal (Fotos: Leitores Jornal Midiamax)

No primeiro dia de ‘fecha tudo’ em Campo Grande, nesta segunda-feira (22), vários empresários foram flagrados desrespeitando o decreto da prefeitura e descumprindo regras sanitárias. De loja de roupas até restaurantes infringiram as normas previstas para tentar frear a pandemia da covid-19 na Capital.

Moradores denunciaram cinco locais que descumpriam o decreto ao Jornal Midiamax. Uma loja de roupas, na Rua Pontalina, no Bairro Universitário, anunciou em suas redes sociais que iria abrir até às 20h hoje. Este tipo de comércio não entra na lista de permissões do Executivo Municipal.

Já na BR-163, em frente ao posto Kátia Locatelli, um restaurante estava permitindo o consumo de alimentos e bebidas no local. Mesmo sendo um lugar afastado da centro urbano, ainda é proibido que os clientes façam o consumo no estabelecimento.

Dois casos de desrespeito foram denunciados na Avenida João Arinos, no Jardim Noroeste. Uma loja de vendas de aço e uma madeireira estavam recebendo clientes. Segundo a denunciante, o portão permaneceu fechado para não “levantar suspeita”, mas as pessoas estavam entrando pelos fundos, nos dois locais.

Duas lojas de móveis da mesma empresa foram denunciadas. Uma na Avenida dos Cafezais e outra na Rua Ana Luíza de Souza. Elas estavam aberta e recebendo clientes. Todos os casos foram denunciados aos órgãos competentes.

A prefeitura de Campo Grande informou que há uma grande demanda de reclamações quanto ao não cumprimento dos decretos da prefeitura, porém, que as fiscalizações são feitas pelas equipes de plantão, paralelamente à rotina diária da vigilância que ainda necessita ser cumprida.

As denúncias podem ser feitas pelo 153 ou pelo número 3314-9955. Elas são formalizadas nas centrais de atendimento e encaminhadas para as equipes de fiscalização para as devidas providências.

Jornal Midiamax