Cotidiano

Comércio de Campo Grande pretende contratar 6 mil temporários em 2021

Esse número de novas contratações temporárias será bem maior que do ano passado

Fábio Oruê Publicado em 21/09/2021, às 19h01

Feriados do último trimestre de 2021 vai aquecer comércio e favorece contratações
Feriados do último trimestre de 2021 vai aquecer comércio e favorece contratações - Foto: Marcos Ermínio/ Jornal Midiamax

Comércio de Campo Grande deve contratar cerca de 6 mil profissionais temporários para as vendas de final de ano, a partir de outubro. A estimativa é do SecCG (Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande), que prevê o aquecimento da economia para gerar emprego e renda.

De acordo com sindicato, cerca de 48 mil comerciários estão empregados atualmente. “Alguns fatores contribuem para o otimismo, como o controle do vírus da Covid-19 e também pela própria recuperação da economia, que tem demonstrado, através de números, um crescimento significativo”, afirma Carlos Sérgio dos Santos, presidente do sindicato.

Esse número de 6 mil novas contratações temporárias será bem maior que do ano passado, quando cerca de 5 mil trabalhadores foram contratados para reforçar as vendas de final de ano, especialmente o Natal.

Os indicadores econômicos demonstram esse otimismo, informa o presidente. Segundo ele, o IBGE aponta agora um crescimento do comércio em torno de 5,3% este ano em relação ao ano passado. Ele lembra que em novembro haverá a tradicional “Black Friday” no comércio, que movimenta um volume muito grande de vendas, por conta das promoções. Depois, tem o Natal, que é inquestionável em termos de movimentação financeira.

O comércio varejista, supermercados, construção civil e concessionárias de veículos têm demonstrado aquecimento nas vendas este ano e apresentando também um crescimento significativo no faturamento.

Dos mais de 6 mil temporários que serão contratados a partir do próximo mês, segundo o líder sindical, muitos acabarão sendo contratados permanentemente a partir de 2021, quer pela permanência de um aquecimento das vendas e/ou pela competência do funcionário no exercício de suas funções.

Jornal Midiamax