Cotidiano

Com previsão de estiagem em maio, tempo seco requer cuidados com a saúde em MS

Baixa umidade do ar causa problemas respiratórios, que confundem com sintomas da covid

Mylena Rocha Publicado em 06/05/2021, às 10h44

None
Marcos Ermínio/Arquivo Midiamax

Maio acabou de começar e a previsão é de dias de tempo seco em Mato Grosso do Sul. As chuvas devem ficar muito abaixo do esperado no Estado e, com a baixa umidade do ar, os problemas respiratórios devem ser mais frequentes e podem até confundir com os sintomas do coronavírus. Por isso, é preciso ficar atento aos sinais e cuidar muito bem da saúde.

A previsão feita pelos meteorologistas é de um mês com seca intensa em MS. Dados da Estação Meteorológica Uniderp apontam que o mês de maio é caracterizado por níveis de chuva muito baixos ou inexistentes. “As queimadas devem aumentar significativamente”, alerta o meteorologista Natalio Abrahao Filho. 

Diante da condição do tempo no mês, é preciso tomar cuidado com a saúde. A OMS (Organização Mundial da Saúde) aponta que a umidade relativa do ar ideal para o corpo humano varia de 50% a 70%. Contudo, quando a umidade está abaixo dos 30%, vem o desconforto. Para aliviar os sintomas causados pelo tempo seco, a orientação dos especialistas é tomar muita água.

Outras dicas que podem ajudar é evitar o desgaste físico nas horas mais secas do dia, não se expor ao sol nos períodos mais quentes e evitar a exposição intensa ao ar condicionado. Com o tempo seco, é comum que os problemas respiratórios aumentem, podendo até confundir com os sintomas da Covid-19. Informações da SES (Secretaria de Estado de Saúde) apontam que as notificações de suspeita de coronavírus aumentam durante períodos de tempo seco.

Além da dica clássica de tomar muita água, o médico otorrinolaringologista Dr. Alexandre de Souza Cury, explicou ao Midiamax que outra medida importante é manter o ambiente úmido, com uso de umidificadores. Outra dica que pode trazer um conforto ao respirar é usar soro fisiológico nasal.

Especialistas ainda recomendam manter uma dieta balanceada com alimentos refrescantes como frutas e verduras. As condições do tempo ainda costumam ressecar a pele, por isso a dica é usar hidratantes no corpo.

Quais são os sintomas da Covid-19? 

Como qualquer sintoma desperta o medo da infecção pelo coronavírus, a orientação é sempre procurar um médico, já que só um exame pode identificar se a pessoa tem o coronavírus. É possível entrar em contato com o canal de teleconsulta da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), onde médicos podem orientar e tirar dúvidas dos pacientes pelo telefone 2020-2170. Quer saber onde fazer o teste? Clique aqui. 

O coronavírus tem uma série de sintomas e pode se manifestar de diferentes maneiras, desde os casos assintomáticos aos críticos. Conforme informações do Ministério da Saúde, os casos leves incluem sintomas como tosse, dor de garganta, coriza, ageusia, diarreia, dor abdominal, febre, calafrios, mialgia, fadiga e dor de cabeça. 

Os casos moderados são caracterizados por sinais leves da doença, como tosse persistente e febre persistente diária, até sinais de piora progressiva de outro sintoma relacionado à covid-19, como adinamia, prostração, hiporexia, diarreia, além da presença de pneumonia sem sinais ou sintomas de gravidade.

Jornal Midiamax