Mato Grosso do Sul já soma 337.003 casos confirmados de , com 916 novos registros nesta sexta-feira (2). Foram registradas mais 38 mortes, conforme boletim epidemiológico do novo coronavírus, apresentado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde). 

Com os novos óbitos, o total de vítimas fatais em MS chega a 8.269 mortes desde o início da pandemia. As novas mortes foram registradas nas seguintes cidades: Campo Grande (16), Brasilândia (3), Dourados (3), Jardim (2), Naviraí (2), Ponta Porã (2), Água Clara (1), Anastácio (1), Bonito (1), Cassilândia (1), Chapadão do Sul (1), Corumbá (1), Guia Lopes da Laguna (1), Nova Andradina (1), Santa Rita do Pardo (1) e Sonora (1).

A SES também destacou que MS já contabiliza um total de 935.260 casos notificados, dos quais 592.172 foram descartados. Há 1.243 testes em análise no Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) e 4.842 casos sem encerramento pelos municípios.

Os novos casos trazem Campo Grande à frente, com 324 novos casos, seguida por Dourados (104), Três Lagoas (63), Brasilândia (32), Corumbá (31), Água Clara (23), Ivinhema (23), Jardim (21), Ribas do Rio Pardo (19), entre outros. Confira o boletim aqui. 

Internações em MS

De 337.003 casos confirmados em MS, 316.567 pacientes se recuperaram. Em relação às internações, MS tem 835 pacientes internados. Destes, 384 estão em leitos clínicos (286  públicos e 98 privados) e 451 em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), dos quais 369 estão em leitos públicos e 82 em privados.

Durante a live da SES nesta sexta (1), o coronel Marcello Fraiha comentou sobre a mudança na fila de espera para leitos em Mato Grosso do Sul. O fila, que tinha centenas de pessoas no mês passado, agora conta com somente 15 pacientes à espera. 

A taxa de ocupação de leitos de UTI públicos global nas 4 macrorregiões de MS é de: 91% em Campo Grande, 85% em Dourados, 75% em Três Lagoas e 93% em Corumbá.