Cotidiano

Junho é o 2º mês com mais infectados em MS e registra 38 mortes em 24h

Nas últimas 24h foram 1.206 novos contaminados no Estado

Gabriel Maymone Publicado em 22/06/2021, às 11h08

Junho tem o 2º maior número de contaminados da pandemia em MS
Junho tem o 2º maior número de contaminados da pandemia em MS - Leonardo de França / Midiamax

Mato Grosso do Sul registrou 1.206 novos casos confirmados de covid nas últimas 24 horas, conforme o boletim da SES (Secretaria Estadual de Saúde) divulgado na manhã desta terça-feira (22). Dessa forma, junho já registrou 34.780 casos da doença e ultrapassou abril, se tornando o 2º mês com maior número de casos de covid da pandemia.

Os dados mostram que o Estado chegou a 325.505 pessoas infectadas pela doença. Em relação aos óbitos, foram 7.826 vidas perdidas para o coronavírus, com 38 mortes em 24h. Assim, junho chega a 888 óbitos, o 4º mês mais letal da pandemia.

Ainda conforme o boletim, 13.846 pessoas estão em isolamento domiciliar, pois estão infectados, mas apresentam sintomas leves ou estão assintomáticos.

Internações

O boletim desta terça-feira (22) mostra ainda que 1.060 pessoas estão internadas com covid em MS. Dessas, 578 estão em situação mais crítica e estão em UTIs (Unidade de Terapia Intensiva), sendo 475 pelo SUS e 103 na rede privada.

Outros 482 pacientes estão em leitos clínicos, com 340 deles na rede pública e 142 em hospitais particulares.

A ocupação de leitos UTI pelo SUS chegou a 112% em Mato Grosso do Sul, com 20 pacientes internados de forma improvisada em leitos não habilitados.

A macrorregião de Campo Grande tem a maior ocupação de leitos de UTI, com 113%. Desses, auditoria do município mostrou que em hospitais como a Santa Casa, houve períodos com mais de 60% dos pacientes vindos do interior de MS, que procuram atendimento na Capital devido à falta de estrutura nos municípios.

Na macrorregião de Três Lagoas a ocupação chega a 99%. Em Corumbá, está em 93% e 93% em Dourados.

Jornal Midiamax